quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

ESCRITOR DEFENDE O JORNALISTA ALLAN DOS SANTOS E MANDA MINISTROS DO SUPREMO SE "FUDEREM"!!!

Jornalista Allan dos Santos resolve finalmente desobedecer a “Ditadura da Toga” e não atende ao STF.



O jornalista Allan dos Santos, editor do site Terça Livre, não atendeu a um chamado do Supremo Tribunal Federal (STF).

Em tese, cometeu “desobediência civil”, mas a ordem emanada da corte é arbitrária, absurda, ilegal e ditatorial, configurando efetivamente uma promíscua “Ditadura da Toga”, que até agora ninguém havia tido a coragem de enfrentar.

Veremos agora qual será a posição dos ministros Alexandre de Moraes e Dias Toffoli, se irão mandar prender o jornalista ou se assumirão a mais completa desmoralização.

Um texto do escritor Eduardo Matos de Alencar é preciso com relação ao caso.

Leia abaixo:

“O Allan dos Santos se negou a comparecer perante o STF num inquérito ilegal, que sequer o deixava saber se ia como réu, investigado ou testemunha.

Esse absurdo tem corrido livremente, em que pesem as críticas na opinião publica. Pessoas tem sido convocadas, retiradas de sua casa e constrangidas a depor sobre postagens em rede social e outras imbecilidades, perante uma Corte de juízes autoritários e ressentidos.

Até agora, ninguém havia cometido o ato de desobediência civil absolutamente necessário. Allan dos Santos o fez. E agora o tribunal terá de se haver com o dilema de mandar prender um jornalista com registro oficial ou ser desmoralizado na sua autoridade.

Caso opte pela primeira opção, vai dar razão de sobra para a retomada da agenda pelo impeachment de ministros togados. Um jornalista preso é caso para internacionalização, acionamento dos mecanismos de proteção de direitos na OEA e outros que estiverem à disposição.

Allan deu um presente a todos nós e um recado translúcido. Não se submetam, não aceitem, não baixem a cabeça para o julgo de autoridades ilegítimas. A liberdade vai vencer, não eles. Fim de papo.

Que se fodam Alexandre de Moraes e Dias Toffoli. Podem vir para cima. Não vamos mais ceder um passo.”

O PETRALHA CAETANO VELOSO QUER FAZER OS GRINGOS DE TONTOS



Mário Sabino

Como era previsível, está circulando muito o vídeo que Caetano Veloso fez, em inglês, para cabalar votos no Oscar para o filme de propaganda petista “Democracia em Vertigem”, de Petra Costa, herdeira da Andrade Gutierrez, uma das empreiteiras amigas de Lula. Curiosamente, o filme concorre na categoria de melhor documentário, apesar de vender a mentira ultrajante de que o impeachment de Dilma Rousseff foi resultado de um golpe e que Lula foi condenado injustamente por um juiz em conluio com o candidato vencedor da eleição em 2018.

A desonestidade intelectual de Caetano Veloso não tem mesmo limites. O próprio fato de ele fazer o vídeo e divulgá-lo — e não ser censurado, intimidado ou preso por isso — mostra que o fascismo não mostra, não, as suas garras. O que há no Brasil é democracia plena. Tão plena que, ora vejam só, até mentiras e omissões como as dele e de Petra Costa podem ser divulgadas livremente.

A realidade é que a democracia esteve em vertigem enquanto Lula e Dilma foram inquilinos no Planalto. Nem precisa fazer documentário, basta repetir o parágrafo de um artigo que escrevi para a Crusoé, em agosto do ano passado:

“No poder, Lula e seus seguidores tentaram criar um Conselho Federal de Jornalismo, para amordaçar a imprensa. Quiseram expulsar o americano Larry Rohter do Brasil, porque o correspondente do jornal The New York Times fez uma reportagem sobre o alto consumo etílico do petista. Tiraram da editora Abril publicidade de estatais, por causa da cobertura da Veja dos escândalos petistas. Instituíram o mensalão, esquema para comprar votos da base aliada com dinheiro público. Forjaram um dossiê contra José Serra, pago com dinheiro da Odebrecht (o nosso dinheiro, quer dizer). Financiaram, com recursos públicos, blogs sujos para manchar a reputação de jornalistas críticos ao governo. Aparelharam a máquina federal de alto a baixo. Criaram um Conselho Nacional de Justiça para tentar controlar magistrados independentes. Cumpliciados com as maiores empreiteiras do país, dilapidaram a Petrobras, para enriquecer pessoalmente e promover campanhas políticas com montanhas de dinheiro roubado, um claro atentado ao âmago da democracia representativa. Aliaram-se ao venezuelano Hugo Chávez e ao cubano Fidel Castro, além de outros tiranetes latino-americanos, para minar liberdades fundamentais e tentar perpetuar-se no poder. Ao final, Dilma Rousseff — criatura de Lula — destruiu a economia, botou milhões de brasileiros na fila do desemprego e promoveu uma enorme fraude fiscal para maquiar as contas do governo, contrariando a lei e cometendo o crime de responsabilidade que a levou ao impeachment.”

A democracia não está em vertigem no Brasil, mas Caetano, Petra e sua turma tentam fazer os gringos de tontos. Não é improvável que consigam. Mas não conseguirão minar a democracia vigente no Brasil. Prêmio é prêmio, jogo é jogo.

POR QUE A IMPRENSA NÃO DESMENTE O DOCUMENTÁRIO “DEMOCRACIA EM VERTIGEM”???



Percival Puggina

Para entender o caminho percorrido por um documentário mistificador até postular sua inscrição na disputa da estatueta dourada de Hollywood basta erguer a ponta de alguns tapetes elegantes e dar uma espiada. À exceção dos brasileiros que mantenham com a mentira e a falsidade uma relação de interesse político ou econômico, todos sabem o quanto o Brasil foi roubado por aqueles que monopolizaram o poder nas últimas décadas. Graças à Operação Lava Jato, veio à tona a maior bandalheira institucionalizada da história universal.

Essa corrupção, nunca é demais lembrar, fraudou eleições em todo o país, corrompeu a representação popular e pôs a democracia efetivamente em vertigem. Roubando da nação, proporcionou sucessivos mandatos a criminosos em eleições federais, estaduais e municipais.

APODRECIMENTO – A democracia brasileira apodreceu no pé. Muitas dessas frutas danificadas, bichadas, foram ao solo no pleito de 2018 sob ação da vassoura eleitoral. Claramente, porém, entre os que voltaram e os que chegaram ainda sobrou muito bandido com diploma. Mas nada disso põe a democracia em vertigem no documentário de dona Petra Costa. Quem o faz é o constitucionalíssimo impeachment de Dilma, supervisionado pelo presidente do STF, amigo da presidente cassada.

Fato: para a banda podre, não há urgência nacional ou premência superior à envolvida na aprovação de leis que criem obstáculos à persecução penal nos crimes de corrupção ativa, passiva, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. E haja tapete! E haja vertigem.

VEJAM A COERÊNCIA – Na dúvida, basta lembrar a coerência instrumental que une:

– os maus tratos do Congresso às Dez Medidas de Combate à Corrupção;
– as emendas ao Pacote Anticrime de Sérgio Moro;
– a inoportuna deliberação do Supremo, que praticamente inviabilizou a prisão após condenação em segunda instância e jogou no lixo seco a justiça de 2º grau;
– a lei de “abuso de autoridade”;
– a criação do juízo de garantias;
– a decisão de retomar os processos cujas alegações finais não concederam à parte denunciada o direito de falar em último lugar (uma irrelevância cuja única serventia foi a de soltar os amigos);
– o empenho em impedir o acesso dos órgãos de persecução penal aos relatórios do COAF.

ORDEM DO CAPETA – Bem menos do que isso credenciaria importantes autoridades da República a comendas da Ordem do Capeta por malefícios prestados à nação. A corrupção luta com todos os meios possíveis. Dona Petra Costa, por exemplo, pisa na ponta do tapete da Andrade Gutierrez para fazer seu documentário ao gosto de Hollywood.

É preciso entender, contudo, que a peça chega à disputa do Oscar na etapa final de descomunal mistificação, em conformidade com os usos e costumes da esquerda mundial, cuja solidariedade estratégica chega a ser comovente. Nesse ambiente, dito cultural, os prêmios e as medalhas são reais, carinhosos e generosos como costumam ser as ações entre amigos.

FOCO NEGATIVO – Em agosto de 2019, o jornal italiano La Repubblica abriu manchete com algo do tipo “O mundo contra Bolsonaro”. Uau! Matérias semelhantes se somavam no exterior, sempre em jornais de esquerda, como New York Times, Le Monde, El País, The Guardian, Neues Deutschland, entre outros.

Seus conteúdos põem foco negativo na política do governo brasileiro, que aplica o programa conservador e liberal democraticamente consagrado nas urnas. Esse programa rejeita aquilo que a esquerda mundial corteja e rotula como progressista: governos corruptos, ditadores, terroristas, antiocidentais e radicais islâmicos. Toda notícia contra o Brasil e seu governo publicada nesses veículos repercute na nossa imprensa como leitura “europeia e civilizada” da realidade nacional. Dê uma olhada no Google: uma nota em qualquer jornal esquerdista lá fora produz duas dúzias de notícias em grandes jornais brasileiros. Legítima jogada ensaiada.

BOA PERGUNTA – A imprensa nacional não poderia, então, contestar as mistificações do documentário? É uma boa pergunta, com respostas assustadoras. A divisão política da sociedade brasileira tornou-se evidente ao senso comum. A longa e bem sucedida criação de animosidades entre segmentos sociais por obra do grupo político esquerdista hegemônico no Brasil até 2016 só é lembrada, no entanto, por quem tem neurônios, memória e juízo.

Por isso, é oportuno sublinhar que as fingidas reclamações contra a divisão, atribuída ao surgimento de movimentos políticos conservadores e liberais, provêm de quem não se peja de fomentar esse sentimento em prejuízo do país, valendo-se de suas parcerias internacionais. As tribos de Los Angeles servem muito bem para isso, como se sabe.

terça-feira, 28 de janeiro de 2020

LULA É UM CADÁVER PUTREFATO E FEDORENTO. SUA FIGURA CAUSA REPULSA, ASCO E NOJO...



Wesley Paladino

Claro que os petistas já perceberam que a soltura de Lula foi um tiro no pé. A estratégia falhou. Eles pensaram que Lula botaria fogo no país, voltaria a mobilizar as massas, e ressurgiria como a Fênix de Caetés. Ledo e mortal engano. A soltura do bandido mostrou aos petistas a face mais cruel da realidade: O desprezo do povo pelo ex-presidente ladrão. Lula, hoje, é carregado por um punhado de puxa sacos pelo país, como um cadáver putrefato, fedorento, que as pessoas sentem náusea ao avistar. A  figura de Lula causa repulsa, nojo, asco, na maioria. Seus discursos não conseguem reunir um número minimamente decente de pessoas, e ainda por cima, têm de aguentar os protestos e xingamentos de muitos (fora a já tradicional chuva de ovos). A desmoralização é total. E os petistas notaram isso. E estão estupefatos, pois o choque de realidade foi grande demais. Agora, estão sem saber o que fazer com a carcaça pútrida. Preso, ainda tinha alguma relevância, por conta do discurso vitimista. Solto, perdeu tudo, até mesmo a narrativa mentirosa de preso político.

Mas, a vida segue. Rei morto, rei posto. Afinal, agora, o Sistema aceitou que não pode mais contar com uma hipotética ressurreição de Lula.

Então agora, eles têm um problema: quem poderia  substituir Lula, na batalha pelas eleições de 2022? O Sistema não consegue encontrar alguém na centro esquerda ou mesmo no Centrão, que seja páreo para Bolsonaro. Na esquerda, Ciro Gomes não tem mais relevância. Maia? Uma piada. Huck? Pior ainda.

A esperança era Lula. Lula não existe mais. Poderiam apelar para um plano B, mas a verdade é que também não existe um plano B. O desespero é grande. A tendência é que, se não encontrarem um nome forte, terão de aguentar a reeleição de Bolsonaro, e, ainda o ver fazendo um sucessor. O golpe seria duro demais.

Pior para o Sistema composto por vermes que infestam e aparelham todo o testamento político e burocrático, e que terminarão morrendo à míngua. Melhor para os patriotas e pessoas de bem,  deste país.

São novos tempos...Graças a Deus!!!


EX-SENADOR PEDRO SIMON: “ATÉ A LAVA JATO, O BRASIL ERA O PAÍS DA IMPUNIDADE”...



Paula Sperb
Folha

Os carros passam mais devagar em frente à casa de varanda ampla a poucas quadras do mar. A baixa velocidade é para que consigam enxergar o morador, o ex-senador Pedro Simon (MDB), que completa 90 anos na próxima sexta-feira, dia 31. O gaúcho responde aos acenos levantando o braço. Foram ao menos dez cumprimentos em uma hora de entrevista, incluindo os apertos de mão na beira da praia de Rainha do Mar, em Xangri-lá, onde “veraneia” há pelo menos 50 anos.

Seu aniversário será celebrado no dia 1º, em Capão da Canoa, mesma cidade litorânea onde liderou a passeata das Diretas-Já em 1984, com cerca de 50 mil pessoas em um domingo de verão. Nascido em Caxias do Sul, onde iniciou sua vida política como vereador, foi deputado estadual, governador, ministro e senador. De 1979 a 2015, Simon só não se elegeu para o Senado quando foi eleito governador.

NOVAS ATIVIDADES – O emedebista tem viajado pelo Brasil para realizar palestras gratuitas para estudantes. Seu livro de cabeceira é a Bíblia, que alterna com leituras sobre atualidades. Incentivado pela mulher Ivete Fülber Simon, ele pratica pilates, vai à academia e sobe e desce seis lances de escadas do seu apartamento, no bairro Petrópolis, em Porto Alegre.

Lembrado especialmente por sua atuação pela redemocratização, Simon acredita que, sob o governo Jair Bolsonaro, a “democracia está bem”. Diz que votou em branco pela primeira vez em 2018 e negou ter dado “apoio crítico” a Bolsonaro, como o MDB gaúcho no segundo turno.

Depois de sua luta pela redemocratização, como o senhor avalia o Brasil de hoje? A democracia vai bem ou mal?

A democracia está bem. Tivemos os governos do PT, que todo mundo se assustava. “O Lula, que vai implantar o comunismo, o não sei o quê”, diziam. Sob o ponto de vista institucional, ele se saiu bem.

Teve o [Fernando] Collor, um cara todo complicado, cassado pelo impeachment. Saiu o impeachment, a normalidade democrática continuou. O Itamar [Franco] foi um governo espetacular. Veio o Lula, o afastamento da Dilma [Rousseff], que não foi por corrupção, foi por não cumprir regras da administração pública.

Agora veio o Bolsonaro. Sob o ponto de vista institucional, estamos bem. Sinceramente, estamos bem. As reformas estão saindo, é altamente positivo. Uma das coisas que gostei do Bolsonaro, quando assumiu, foi convidar o [Sergio] Moro e dizer: “Vai ser meu ministro da Justiça e da Segurança, ele vai ter plena e total [autonomia] e pode até ser meu filho [investigado], eu compreendo”. Agora, no dia a dia que estamos vivendo, a coisa está um pouco diferente. O filho do Bolsonaro [Flávio] está em uma confusão enorme e, em função disso, o Bolsonaro não está tendo mais aquela firmeza que ele tinha com relação ao Moro.

O que o senhor pensa sobre Bolsonaro?

Ele fala demais e fala equivocado. Ele diz algumas coisas que não precisava dizer.

Ele criou um problema com os israelitas, falou que ia transferir a embaixada de Tel Aviv para Jerusalém. Ele fez a confusão com o presidente norte-americano, que matou o general do Irã. Essas confusões que ele faz, ele não está sendo feliz.

Como o senhor viu o episódio do secretário da Cultura [Roberto Alvim, que parafraseou um discurso nazista]?

É uma piada, não entendo. Fico pensando, será ingenuidade? Será falta de visão? Pegar aquela frase e mudar duas, três palavras. Não entendo. Acho que foi uma coisa à beira da irresponsabilidade. Foi muito infeliz.

O senhor se sente incomodado quando vê esse tipo de comentário? O próprio Bolsonaro elogia o coronel Ustra [torturador na ditadura], por exemplo, uma figura que o senhor ajudou a combater.

São as infelicidades dele. O comandante Ustra é uma figura já marcada, todo mundo sabe quem ele é. Lembrar ele para elogiar, essas coisas… Parece que ele quer se definir como o cara de direita. Nisso, ele não está sendo feliz.

O senhor defende uma coalizão de centro para as próximas eleições?

A forma de se organizar pode ser a mais variada. Os de centro, os da esquerda, da direita. O essencial é um movimento que consista no que fazer, em torno de quem vamos nos reunir e para onde nós vamos caminhar. O Bolsonaro tem o movimento dele, o Lula tem o movimento dele.

Qual sua opinião sobre o Lula fora da prisão?

Ele não foi feliz quando saiu da prisão. Ele tinha que imitar o [Nelson] Mandela. Falar em união, em entendimento, que é hora da paz, organizar para fazer as coisas. Não para derrubar o Bolsonaro, não para unir o povo contra. Todo mundo imaginava que ia acontecer isso, o Lula e o presidente [em confronto]. Dessa briga, os dois sairiam ganhando. É isso que se imaginou.

Mas aí, surpreendentemente, acho que não foi o Bolsonaro, mas a equipe dele, deixou o Lula, não respondeu. Ninguém respondeu. Ele parou de falar.

O que o senhor acha do nome do Luciano Huck para candidato a presidente?

Não vejo consistência nenhuma. Inventaram o Collor. A Globo elegeu ele presidente, deu no que deu. Esse Huck é um bom homem de televisão, um bom comunicador. Mas ser bom comunicador e ser um bom presidente são coisas diferentes. Acho que não tem lógica.

Mas é que está um vazio. O Lula vai ser ou não vai ser [candidato]?

Não sei. No meio desta confusão do Brasil, acho que temos que fazer alguma coisa. O problema é que essa eleição que passou, nunca aconteceu [semelhante] na história do Brasil.

Bolsonaro se elegeu sem fazer um comício, sem usar os programas de televisão, sem ir aos debates. Olha a facada que ele levou. Muita gente diz que ele se elegeu por causa disso. Com essa confusão que ele cria quando fala, se tivesse ido para o debate, o pessoal tinha amassado ele.

Sobre Bolsonaro, na época da eleição o senhor declarou apoio crítico.

Não, não.

Mas o MDB do Rio Grande do Sul fechou posição de apoio crítico.

Eu votei em branco. Tinha certeza de que o Bolsonaro ia ganhar. Não tinha nenhuma dúvida. Não comprometi meu voto. Votei em branco. Não me arrependo de votar em branco. Foi a primeira vez na vida que votei branco. Fiquei velho para votar em branco, mas ali não tinha saída.

Eu gosto muito do [Fernando] Haddad. É um cara que tem dignidade, tem correção. Foi um bom prefeito de São Paulo, foi um bom ministro, não tenho uma vírgula contra ele. Mas o Lula comprometeu tudo. Tirou qualquer perspectiva de vitória quando a campanha não deu bola para o Haddad e era “Lula livre, Lula livre”.

Como o senhor avalia a Operação Lava Jato?

Sou totalmente a favor. No Senado, briguei, lutei [contra corrupção]. O Brasil se divide em dois: um antes e um depois da Lava Jato. Até a Lava Jato, é triste dizer, mas o Brasil era o país da impunidade. A cadeia cheia de gente, mas um cara com dinheiro, militar, um político e um grande empresário nunca iam para a cadeia. Lamentavelmente, o STF voltou atrás no meio do processo [sobre prisão de condenados em segunda instância].

O senhor acha que as mensagens reveladas pela Vaza Jato abalaram a credibilidade da operação?

Todas as coisas que a gente vê, pode ter algum equívoco, coisa errada. Mas não vejo nada que influiu no processo.

Naquela época havia uma empolgação. Numa das falas, Moro com o procurador, sobre o Fernando Henrique, e o Moro diz que não tem nada contra ele. O procurador denunciou, mas não teve nada. Foi uma das manchetes [da Vaza Jato]. Quando a Dilma nomeou o Lula chefe da Casa Civil, o Moro publicou a gravação. Não discuto… Só tem uma coisa: era verdade ou mentira? E se o Lula tivesse sido nomeado, mudava tudo.

Qual a sua avaliação da configuração atual do STF?

É muito triste. Legisla mais do que o Congresso. No início, achei positivo transmitir [sessões do STF] pela TV [Justiça]. Hoje acho que não. Fazem sentenças de três, quatro horas que não representam coisa nenhuma. Não é para convencer o povo, mas o colega que está do lado dele.

O que o senhor pensa para o futuro do Brasil?

Tem coisas boas, por exemplo, cotas para os negros entrarem na faculdade. Mas os erros são tão grandes que a gente se pergunta o que vai acontecer. A elite brasileira é muito triste.

O início da ditadura foi um golpe de cima para baixo. Hoje, é diferente. A participação é muito maior e mais significativa. Esses nossos celulares são uma arma do povo. Se o governo fizer algo de violento e radical, o povo vai para a rua.

GOVERNADORES ACHAM MORO MAIS PERIGOSO QUE O PCC



Augusto Nunes

Para os governadores que sonham com Sergio Moro fora do comando da segurança pública, é irrelevante o medo causado ao país que presta por organizações criminosas como o PCC e congêneres. O que tira o sono da turma é o pavor provocado por um ministro que, quando juiz, ousou engaiolar bandidos da classe executiva. Desde sempre, governadores se queixam da inexistência de uma política nacional de segurança pública. Em um ano, o ministro Moro já estabeleceu suas linhas gerais e iniciou a ofensiva contra os inimigos do Estado de Direito. Também pediam de meia em meia hora que fosse transferida para a União a missão que achavam impossível: abrandar a insegurança crônica dos cidadãos desprotegidos. É o que está ocorrendo com a redução generalizada dos índices de criminalidade. Além de ver Moro pelas costas, os governadores querem encurtar o acesso às verbas do ministério ressuscitado. As coisas ficariam mais fáceis se emplacassem na gerência do ministério exumado o ex-deputado Alberto Fraga, que cobiça o cargo desde que perdeu o emprego no Congresso. “O Moro não entende de segurança pública”, recita Fraga. Se fosse assim, não estariam tão inseguros os meliantes que até recentemente se julgavam condenados à eterna impunidade. O presidente Bolsonaro afirmou que a ideia morreu. 

domingo, 26 de janeiro de 2020

COLUNA DO DOMINGÃO




“AINDA NÃO DEFINI SE SEREI CANDIDATO OU NÃO”... Essa é o tipo da frase que os propensos ELEITORES do candidato a prefeito por Garanhuns, Sivaldo Albino(PSB), deveriam emoldurá-la e pendurar na parede. A dita frase, na verdadeira acepção da palavra é lorota pura!!! Isso  é o que podemos chamar de subestimar a inteligência alheia. Mesmo assim, atitude dessa natureza passa a imagem de um político bipolar,  vacilante e inseguro. Pois causa-nos uma impressão de ser um candidato mole sem determinação alguma, e até como cidadão comum, uma  pessoa com temperamento instável, pessoa sem estabilidade emocional. Isto é péssimo para quem se propõem ou se prepara  para ser, no futuro, um governante de uma cidade do porte de Garanhuns. Sinceramente, meu prezado candidato: não me venha com chorumelas, lenga-lenga ou coisa que o valha. Esse papo furado de NÃO declarar sua candidatura e ficar embromando uma coisa que todo mundo já sabe em que vai dar e sabe por quê? Porque o candidato a prefeito de Garanhuns pelo PSB deixa no ar a impressão em  que  trata os eleitores como é tratado: enrola, promete e não cumpre. Esse lero-lero repetido  chega a um ponto em que esse tipo de   narrativa se perde. Não dá para insistir nela. Essa desfaçatez  é  a realidade cagada e cuspida  da politicagem tupiniquim  que podemos chamar na informação da desinformação, querendo pautar a pauta, assim sendo prefiro aguardar os acontecimentos dos fatos: ora, ora, ora, tudo isso é MERA LOROTA!!! Esse tipo de filme nós assistimos diariamente nas telonas do cotidiano. E pasmem, o pior é que, em Garanhuns, esse tipo de lorota mesquinha  dá cria. Isso mesmo, dá cria!!! Vejamos o caso de Givaldo Calado: se fazendo de difícil, ao afirmar que o bom Deus era quem daria a última palavra se ele seria candidato ou não, ou então  na dúvida ou vou pensar na possibilidade de sair candidato, mas primeiro preciso consultar as bases e blábláblá e mimimimi,  quando até as tataranetas da índia Simôa já sabiam que ele já tinha consolidado sua candidatura e o martelo já estava batido “derna” o dia da Hecatombe de Garanhuns. Analisando com precisão a frase de isenção  em que o candidato costuma sair pela tangente  chegamos à conclusão que  é a realidade pura da face de um magote de prefeituráveis mostrando nua e cruamente, a arte de converter o fácil para o difícil através do inútil. Por fim, é bom que se diga,  os 8 supostos prefeituráveis de Garanhuns fazem  cada UMA que parecem DUAS (cagadas)...


CASA DA MOEDA OU DA MÃE JOANA: - Empresa  estatal, via de regra, só serve para acomodar vagabundos, vejam só essa: a Casa da Moeda virou uma verdadeira ilha da fantasia.  Em vez de apenas imprimir moedas e selos, a estatal produzia extravagâncias. No governo petista, tinha, por exemplo, uma equipe médica com 39 pessoas  – incluindo psicólogo, nutricionista, MASSOTERAPEUTA, cardiologista, técnicos em radiologia e enfermagem, médicos plantonistas  e até MASSAGISTAS profissionais. Só faltou mesmo descobrir se nessa equipe constava  PROCTOLOGISTAS e PROSTITUTAS de plantão para servi-los... Num  escárnio dessa magnitude,  haja boquete e bronha no horário de expediente!!! Não duvido se algumas excrecências dessas tinham  manicure pra cuidar das unhas desses “funcionários públicos”, regados a lagostas, vinhos importados e premiados. Mais uma triste página que está sendo virada  da era PT. Tudo APARELHADO  nessa verdadeira Casa de Mãe Joana.  Só tem um remédio: privatização já!!!


DOBRADINHA CLASSE “A”: - Sem pedir permissão a nossa querida jornalista Kitty Duarte (que seria correta requerer na justiça direitos autorais),  pode estar nascendo em Garanhuns uma dupla política dinâmica  que daria muito o que falar nos buliçosos e zoadentos corredores da eleição municipal que se aproxima. Trata-se da DOBRADINHA CLASSE “A”, formada pela dupla Alexandre Bezerra & Hélder Carvalho, candidatos a prefeito e vice prefeito respectivamente ou vice-versa. Alexandre, o corregedor-geral do Ministério Público de Pernambuco, Hélder um empresário bem sucedido na área de empresa de entretimentos. Juntos formariam a DOBRADINHA CLASSE “AH” ou CLASSE “HA”. Acredito eu, que o  partido da Rede Sustentabilidade do nosso amigo  Genaldo Barros estaria disposto a recebê-los de braços abertos e, quem sabe, por tabela, o deputado federal  Fernando Rodolfo(PL) debandaria de mala e cuia para prestar apoio político eleitoral  a essa dupla e unidos correrem  para o abraço. QUE OS ANJOS DIGAM AMÉM!!!


SÓ MORO SALVA:  - Enquanto os filhos do Bunda Suja Bolsonaro só falam merda,  e o pai folgadamente usufruindo de,  A Índia fui em férias passear / Tornar realidade um sonho meu / Jamais eu poderia imaginar / E explicar o que me aconteceu / Se nada mudar, no ano que vem...  Já Sergio Moro é visto quase que diariamente almoçando no BANDEJÃO do Palácio do Planalto. Isso é nada mais nada menos que uma mostra de simplicidade e coerência com a vida que levava em Curitiba e solidariedade com os demais funcionários mais simples. Para quem não sabe, no campo da segurança pessoal, O ex-juiz Sérgio Moro já foi feliz e não sabia... Antes da Lava Jato, mesmo quando enfrentava os grandes traficantes do PCC e do Comando Vermelho, como também   do exterior,  Moro podia se dar ao luxo de ir trabalhar de bicicleta, depois que passou a   mexer com a quadrilha de bandidos do PT chefiada pelos marginais   Lula, Palocci e Zé Dirceu  acabou o sossego dele. Hoje, só anda com um batalhão de guarda-costas.  A propósito,  a título de informação em primeira mão, Sergio Moro dará entrevista ao Programa Pânico, da rádio Jovem Pan, amanhã, segunda-feira(27) a partir do meio dia. 


DEVAGAR QUASE PARANDO: -  “Garanhuns precisa seguir em frente. Não pode olhar pra trás e nem retroceder com pessoas que vão parar tudo que estamos fazendo”. Foi nesse tom, na última quarta-feira(22), na COHAB II, que  Izaías baixou a lenha em Sivaldo que será o candidato opositor  de Haroldo. De microfone em punho, Izaías não mediu palavras e rasgou o verno em cima do candidato do PSB, com frases cortantes e desaforadas como esta, que  no som estridente  do seu falatório  deixou a entender que, a oposição eleita não irá pavimentar mais nenhuma artéria da cidade, acabará com a Magia do Natal, o Viva Dominguinhos e dará um “ZÉ FINI” a outras conquistas da atual administração. É bom que se saiba  que, quem canta de galo em termos de votos na COHAB II é A Rainha da Sucata e O Rei do Gado que são nada mais nada menos que a vereadora Andréa Nunes(PTB) e Izaías Régis(PTB).


MULHER MACHO SIM SENHOR: - Há quem diga que, se Regina Duarte aceitar o convite para fazer parte do governo, ela não se comportará apenas como  uma manda chuva, mas  “Será o Sérgio Moro da Cultura”. A deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) comparou Regina com o ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro, que vem fazendo um trabalho espetacular na sua pasta, reduzindo os índices de criminalidade e endurecendo o combate à bandidagem. Tudo indica que ela  fará um excelente trabalho na Secretaria de Cultura. Sem ideologia e, principalmente, auditar as contas e distribuir recursos para quem realmente precisa. Lei Rouanet para quem precisa. Talvez pela primeira vez um não-petista consiga alguma coisa de concreto. Por ser uma pessoa destemida(ela só tinha medo  mesmo  do Lula), ela vai  acabar de uma vez por toda  com a CONTRACULTURA petralha. Só isso já vai valer a pena sua passagem pela cultura do país. 


FEDENDO A CHIFRE QUEIMADO DE BODE PAI DE CHIQUEIRO: -  Alguém já disse que a  mente é uma marolinha, o pensamento um oceano. A racionalidade um barquinho e a PARANOIA um tsunami. Parece que  é assim que pensa tanto o prefeito de Garanhuns Izaías Régis, quanto o Fiscal do Povo, Gênio Ventura: PARANOIA É UM TSUNAMI.  A mania de perseguição de um ao outro já se tornou obsessão,  configurando-se em um querendo prejudicar o outro.  Dizem os homens de jalecos branco que paranoia é doença psíquica, requer tratamento e administração de droga forte e  adequada...  Já reza um dito popular que, falar dos erros  dos outros, não torna você um santo. Porém, contudo, todavia,  essa encrenca de vocês tem tudo para  fechar o tempo   e acontecer algo ríspido,  tenso,  radical e perigoso. A paranoia desses dois rapazes  ainda vai dar em  merda!!! Um é bom no  braço o outro é bom de tiro... Gente, gente!!!  Vão  brincar de VIDA: um  cuida da sua e o outro cuida da dele...


MÉRITOS PRÓPRIOS: - Bela vitória do ministro Moro, que reagiu com firmeza, mas mantendo a calma e a serenidade, como é sua característica. Mais uma vez ficou comprovado que NÃO SE MEXE EM TIME QUE ESTÁ GANHANDO. O Bunda Suja Bolsonaro usou daquela manjada intimidação  que diz o seguinte: FIZ QUE FUI, NÃO FUI, E ACABEI NÃO FONDO!!! Sérgio Moro é pedra angular do governo. Se for saído, a casa cai. O governo quase que  atira no pé, pois  Subestimou o Cara que enfrentou o PT,  Lula e Cia.  Embora novo, o Juiz Moro acumulou larga experiencia,  enquanto o amalucado do Bolsonaro só brigas de lavadeira com a barraqueira petista  Maria do Ossário. Moro é a viga-mestra do governo Bunda Suja. A propósito, o Bunda Suja Bolsonaro vai continuar perseguindo Moro, e os brasileiros  do bem(excluindo os petralhas) continuarão apoiando Moro. Retirar a segurança da alçada de Moro seria a desmoralização final do atual governo, que ficaria sem qualquer crédito junto à população, e permaneceria apenas como um porta-voz dos interesses dos seus três pirralhas, inúteis e descerebrados... Os bandidos do PT que têm sede em Moro perderam mais uma!!!


COHAB II RESPIRANDO SAÚDE: - Desde o momento que a vereadora Andréa Nunes(PTB) adentrou  na Casa Raimundo de Moraes, para felicidade da comunidade residente no  Francisco dos Santos Figueira,  o  bairro nunca mais foi o mesmo. Nesse PERÍODO DE FÉRIAS escolares a incansável e inquieta  Andréa  lançou o PROJETO AMIGOS DO CORAÇÃO E DO BEM ESTAR na Cohab II e o sucesso foi tão estrondoso que ela pretende inaugurar em outros bairros da cidade. O projeto que já é um sucesso absoluto funciona à noite nas segundas e quartas-feiras, sendo que na segunda é só caminhada com a galera e na quarta é MOVIMENTE-SE com danças ou exercícios físicos  nas principais academias do bairro. Como diz a rapaziada,  a logomarca do projeto e as camisas ficaram massas!!! O sucesso do projeto alcançou um nível tão satisfatório, que na última semana o encontro foi inaugurado  na pista de cooper presenciado pelo vice-prefeito Haroldo Vicente.   


CIÚMES DE VOCÊ: -  A ciumeira anda comendo  no centro por parte da putada petralha  com o político mais querido do Brasil na atualidade, haja vista que  em menos de 48 horas  no Instagram(@sf_moro), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, já alcançou incríveis 800 mil seguidores. Amanhã ultrapassará 1 milhão de seguidores, certamente. Muito ativo no Twitter, Moro decidiu também usar a plataforma do Instagram. Isso é o resultado da aprovação do ministro que vem fazendo um trabalho muito positivo, combatendo bandidos e a corrupção. Eu acho lindo a petralhada desmamada querendo criar intrigas entre Moro e o governo federal onde ele presta um exemplar serviço. Os vagabundos canhotos  vão à loucura. Fazem de tudo um muito, mas o máximo que conseguem é ser mais ridículos ainda. Pobres petralhas, morreram e  esqueceram de enterrar. Parecem uns Zumbis vagando na política do imaginário sonhando ou delirando um dia voltarem  ao poder para roubar, de novo, até umas “zora”. A popularidade de Moro, NO MUNDO DOS JUSTOS, além de representar o reconhecimento dos brasileiros do bem, é fruto de muita disciplina e 24 horas de  dedicação integral    de sua parte em tudo que faz. Aos poucos parece que o país está saindo do caos de 13 anos de ladroagem petista. Por tudo isso,  não reclamemos. Fugimos, por hora, do destino venezuelano, a economia de Paulo Guedes  vai bem e com Sérgio Moro,  a criminalidade, nas ruas, diminui. Enciumados,   prevejo os  “incarnados”  uivando de ódio ou relinchando de raiva!!!


COADJUVANTE PODE LEVAR O OSCAR: - Por ser às vezes pedante e tomar atitudes monocráticas, o bom prefeito de Garanhuns (administrativamente falando), Izaías Régis, estrategicamente, vem cometendo erros grosseiros em série nesses últimos dois anos. Primeiro foi se indispor com boa parte dos blogueiros de Garanhuns; outro deslize seu foi não dá um tratamento adequado ou podemos dizer assim: ter sido mais acolhedor e  aprazível ou porque não dizer, mais ajuizado com o  outro bom ex-prefeito Silvino Duarte. Pois bem, magoado ou com alguma pitada de rancor lá no fundo, Silvino pode vir a se  tornar um poderoso político coadjuvante  e dificultar a candidatura de Haroldo Vicente que foi o escolhido de Izaías, e Silvino se tornou o preterido, barrado no baile, o patinho feio para suceder o atual prefeito. Já pensou se Silvino Duarte cismar da priquita, ser vice de Albino e candidato a deputado estadual em 2022, hein?!?!?! Não é que Silvino tenha vocação para coadjuvante, não se trata disso!!! Mas pode vir a liquidar precocemente com as pretensões políticas de Izaías Régis. É preciso alguém saber que, COADJUVANTE, também pode ser premiado com a estatueta do Oscar...


ZÉ PERGUNTINHA: -  O povo é abelhudo,  fuxiqueiro e curioso, por isso quer saber: é verdade que o prefeito Izaías Régis vai renunciar ao cargo de prefeito no dia 4 de abril, entregar a chave do município a seu vice, Haroldo Vicente, e se candidatar a vereador para obter 10 mil votos e carregar junto  com ele seis veadores do PTB, hein?!?!?!

sábado, 25 de janeiro de 2020

MORO OFENDE OS GOLPISTAS



Guiherme Fiuza

A tese era de que Sergio Moro deixar de ser juiz para ir trabalhar no governo seria um absurdo. Apesar das críticas, ele foi. Aí a tese passou a ser que o governo não dá espaço para Sergio Moro trabalhar e isso é um absurdo. Os críticos estão na dúvida se atacam ou defendem o trabalho de Sergio Moro no governo.

Normal. Faz um bom tempo que o noticiário vive uma espécie de amizade colorida com a realidade. Se os fatos cooperam com as teses, são bem tratados; se não andarem na linha, pior pra eles. É sempre um pecado generalizar, mas a dominância das crises artificiais nas manchetes do último ano nos convida a pecar.

Duvida? Então olha isso: no Fórum de Davos de 2019 – portanto um ano atrás – as notícias sobre a presença de Sergio Moro no evento eram quase todas melancólicas. Fotos do recém-empossado ministro da Justiça olhando para baixo eram acompanhadas de sagazes interpretações sobre o seu "visível" desconforto na nova função, sobre o seu constrangimento ao lado de um presidente rude, sobre o seu pouco destaque nos holofotes suíços, etc. Ou seja: a pauta "fora Moro" já mostrava que tinha vindo para ficar e que não ia dar a menor bola para a vida real, essa intrometida.

Durante todo o primeiro semestre de 2019 foi noticiado que Moro estava insatisfeito com o cargo ou que Bolsonaro estava incomodado com a sombra de Moro – de novo uma sutil discrepância entre a tese de que o ministro não tinha importância ou tinha importância demais. Detalhes que qualquer redator razoável ajeita.

O que começou a atrapalhar foi a entrada de Moro no Twitter, em abril. Sem dúvida, um dos maiores baques da história da imprensa marrom.

O ministro da Justiça passou a divulgar diariamente suas ações na rede social – e a opinião pública não entendeu nada. Aquele Moro chateado, isolado, ocioso, indisposto com o governo e com a vida sumiu. Apareceu um servidor abnegado – velho conhecido do público pela epopeia da Lava Jato – atuando criteriosa e obsessivamente para coordenar as forças de segurança do país, montar operações estratégicas nas rodovias, nas fronteiras, nos presídios, enfim, em todo o território para acrescentar inteligência ao enfrentamento do crime.

Tudo detalhado no Twitter. Um inferno.

Assim o público ficou sabendo de ações cruciais como o isolamento das principais lideranças do crime organizado em presídios de segurança máxima – a medida mais eficaz dos últimos tempos contra a violência no país, cuja queda em 2019 incluiu, entre outros indicadores, um número de homicídios cerca de 22% menor que no ano anterior. Claro que a tese dos críticos vitalícios de Sergio Moro passou a ser de que isso não teve nada a ver com o trabalho dele. Se o ex-juiz nem deveria ter aceitado o cargo de ministro e já deveria ter sido demitido dele, como ainda ousava fazer alguma coisa?

Moro vai embora porque Bolsonaro interferiu na Polícia federal. Bolsonaro está fritando Moro porque quer botar um amigo no lugar dele. Foi um ano inteiro assim. E os resultados do ministro sendo expostos no Twitter de forma absolutamente desrespeitosa com os conspiradores. O pacote anticrime não ia ser votado nunca – e aí quando foi aprovado, com avanços importantes como o fim da farra da progressão de regime para condenados perigosos, o foco passou para o que não se conseguiu aprovar, como a prisão após condenação em segunda instância.

O primeiro ano de gestão exitosa de Sergio Moro como ministro da Justiça foi para o noticiário como uma “sucessão de derrotas”. Uma fração da boa vontade que mereceu o ministro da Justiça de Dilma Rousseff – cuja função precípua era blindar um governo corrupto – transformaria Moro num deus. Mas aí não teria graça.

UM CAFAJESTE EM TRÊS VERSÕES

 

Augusto Nunes

O vídeo que mostra Zé de Abreu em três versões confirma: ele continua coadjuvante mesmo quando aparece na telinha falando sozinho. O canastrão sem cura capricha no palavrório de leiloeiro. Mas o protagonista é o partido político que enaltece com sinceridade de estelionatário.

A primeira versão mostra um Zé de Abreu ainda jovem, vestido esportivamente, com sorriso de aeromoça e cada fio de cabelo em seu lugar. Com voz de padre sem paróquia, pede votos para o PSDB e jura que é tucano desde criancinha.

Na segunda versão, o paletó e os óculos comprados do camelô ajudam a compor um Zé de Abreu com jeito de escriturário do Banco do Brasil numa antiga agência no interior. Ele avisa que o tucano juramentado se converteu num admirador incondicional do PMDB. Fugiu do ninho por ter descoberto no pântano o partido que salvará o Brasil.

A terceira versão exibe um Zé de Abreu já grisalho. O bigode e a cabeleira anunciam a metamorfose que o deixou parecido com zagueiro argentino do século passado. Esse é o Zé do PT.

O descompromisso com a coerência é uma das cláusulas do pacto que celebrou com a sem-vergonhice absoluta. Coerência é virtude, e não há espaço para virtude alguma num Zé de Abreu. Se houvesse, o cafajeste da novela não seria o mais forte candidato a presidente perpétuo da Confederação dos Canalhas do Brasil. 

LULA DIZ QUE VOLTARÁ A FALAR GROSSO, MAS ELE É APENAS UM ZUMBI!!!



Políbio Braga

Solto por chicana da maioria do STF, Lula voltará à cadeia quando forem confirmadas pelo 3o grau as quatro condenações (1o e 2o graus) em dois processos da Lava Jato. O ex-presidiário Lula da Silva recrudesceu, ontem, em um encontro do MST realizado em Minas. Ele denunciou que a Lava Jato causou prejuízos de US$ 142 bilhões à economia brasileira, mas não citou fonte da informação e não disse que boa parte disto foi dinheiro roubado por ele e seus sequazes, conforme apurou a própria Lava Jato. A Lava Jato recuperou boa parte do dinheiro roubado e enfiou Lula e seus principais liderados na cadeia, inclusive chefetes do PT como Zé Dirceu, Delúbio, Renato Duque e André Vargas. Lula está em Minas e avisou que voltará a falar grosso. Há controvérsia. Lula não tem mais voz e nem vez. É um tigre de papel. Um Zumbi!!! 

sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

BOMBA: LULA ERA O CHEFE DE UMA QUADRILHA CRIMINOSA E NEGOCIATAS ERAM TRAMADAS NO SÍTIO DE ATIBAIA



Entrevista com MARCO VITALE, autor do livro  SÓCIO DO FILHO.

Em depoimento revelador, Marco Vitale conta toda a podridão dos negócios escusos envolvendo Fabio Luis Lula da Silva, o Lulinha, e seus comparsas, os irmãos Kalil e Fernando Bittar – este último dono oficial do sítio de Atibaia – e o empresário Jonas Suassuna. No livro Sócio do Filho, Vitale apresenta provas contundentes de diversos casos de corrupção e não tem medo de afirmar: Lula era o chefe da quadrilha que desviou milhões de reais dos cofres públicos! Confira alguns destaques da primeira parte da entrevista exclusiva concedida à TV Jornal da Cidade Online:

“Eu conheci esse grupo [Grupo Gol, que não tem relação com a companhia aérea], que eu não costumo chamar de grupo, e sim de quadrilha, que se organizou para cometer uma série de crimes e negociatas milionárias, sempre se beneficiando... e eu costumo dizer que quem estava no vértice dessa quadrilha era o ex-presidente Lula. Tanto Kalil quanto Fernando são filhos do Jacó Bittar, que foi prefeito de Campinas [E um dos fundadores do PT]. Esses quatro se reuniram para cometer crimes, parte deles já expostos na Operação Mapa da Mina [desdobramento da Operação Lava Jato], e vem mais coisa por aí.”

O LARANJAL DE LULA: COMO TUDO COMEÇOU

“Jonas Suassuna vem do mercado publicitário e vendia brindes para jornais, CDs de hinos de times de futebol. Eu conheci o Jonas há 20 anos, quando eu trabalhava no Grupo Folha, e a Folha, assim como outros jornais, desenvolviam promoções com brindes do Jonas Suassuna. Nessa época, os negócios eram legais. Mas, a partir de 2006, 2007, 2008, eles [Jonas, Lulinha e os irmãos Bittar] se aproximam, e vem a vontade de Jonas de recuperar o patrimônio – ele ganhou muito dinheiro com brindes promocionais para jornais, mas perdeu tudo. Eles viram uma oportunidade de ganhar dinheiro com negócios ilícitos.”

QUADRILHA SE REUNIA NO SÍTIO DE ATIBAIA

“Jonas Suassuna sempre foi o laranja do Lulinha, do Kalil Bittar e do Fernando Bittar, e também um dos donos de fachada, junto com Fernando Bittar, do sítio de Atibaia, que sempre foi considerado do ex-presidente Lula, até internamente na Gol sempre se tratou o sítio de Atibaia como o sítio do ex-presidente Lula. O ex-presidente Lula sempre era consultado e abria as portas para que Lulinha, Jonas, e os irmãos Bittar fizessem as negociatas. O próprio Sergio Cabral já deu a entender que o ex-presidente Lula pediu que beneficiasse o filho em um negócio. Regularmente eles se reuniam, inclusive no próprio sítio de Atibaia, para ver a condução da corrupção e das negociatas que iam fazer.”

COMPRA DE MEDIDA PROVISÓRIA

“O próprio projeto Conexão Educação foi um projeto de quase R$ 100 milhões, onde novamente vem a Oi. A Oi não só pagou propina em relação à mudança de uma medida provisória, ou seja, comprou a medida provisória que permitiu que ela adquirisse a Brasil Telecom, como também atuou na fachada de grandes negociatas. Eles [o grupo Gol] se orgulhavam de dizer que não faziam negócios com o governo, o que era mentira. Era o governo fazendo negócios através da Oi, que era a ponte.”

Sempre que algum petista vier pedindo provas contra Lula, você já tem resposta: não existem apenas provas, existem livros e inúmeros relatórios na Polícia Federal.

Mesmo ameaçado, Marco Vitale não perde a coragem de falar sobre tudo que viu e ouviu quando era um dos diretores do Grupo Gol. Ele reuniu várias histórias sobre os bastidores das negociatas no livro Sócio do Filho - que nenhuma grande editora quis publicar, por que será? A obra tem um site oficial, para quem quiser conferir mais detalhes:
 https://www.sociodofilho.com.br/






MORO É ACOSTUMADO COM PRESSÃO, DIZ MOURÃO



Tarciso Moraes

O presidente da República em exercício, Hamilton Mourão, conversou, nesta sexta-feira (24), com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. Em conversa com a imprensa, Mourão declarou: “O presidente já deixou claro que não está havendo essa situação no momento. Foi talvez fruto daquela reunião com os secretários de segurança pública, que trouxeram essa proposta para ele. Ele acabou comentando isso quando chegou ao Alvorada, na quinta-feira de manhã. E aí, durante a viagem, ele deve ter pensado e mudado de opinião.” O general da reserva acrescentou que Moro é uma pessoa “ACOSTUMADO A SOFRER PRESSÃO”: “O ministro Moro é uma pessoa muito tranquila, um homem acostumado a sofrer a pressão. Isso aí não abala ele.” Questionado por jornalistas sobre sua opinião acerca da recriação do Ministério da Segurança Pública, Mourão disse já ter conversado com o presidente da República, Jair Bolsonaro, sobre o assunto: “Algumas vezes nós já trocamos ideias a esse respeito. Ele apenas me perguntou e eu respondi a ele que eu considerava que do jeito que está, está bom.”

SE A INTERNET TIVESSE SIDO CRIADA PELO GOVERNO BRASILEIRO


Marcelo Bertoluci

– Para usar a internet seria necessário cursar um CFI (Centro de Formação de Internautas), prestar exame médico, psicotécnico, prova teórica e prova prática. O exame médico teria que ser renovado a cada cinco anos.

– Haveria uma lista oficial (em papel) com todos os endereços de e-mail.

– Todas as páginas teriam que seguir as normas da ABNT e ser homologadas pelo INMETRO.

– As páginas também teriam que seguir as normas das Secretarias Municipais de Urbanismo, Meio Ambiente, Saúde, Cultura e Direitos Humanos. Naturalmente, as regras seriam diferentes para cada município.

– Haveria cotas de conteúdo nacional no YouTube, administradas pela ANCINE.

– O computador seria emplacado e lacrado, e todo ano seria preciso pagar IPVA, DPVAT e Licenciamento – cada um em um banco diferente.

– Para baixar uma atualização seria necessário enviar um requerimento, anexando cópia autenticada de RG, CPF e comprovante de residência.

– O Whatsapp seria administrado pelo Correio. Mensagens chegariam no destino em até 24 horas (exceto em caso de greve).

– Ao enviar um vídeo pelo Whatsapp, o usuário receberia um código de rastreamento para acompanhar a transferência do arquivo.

– Para ter uma conta no Facebook ou no Twitter seria necessário ir a um cartório. O pedido seria analisado em um prazo de quinze dias úteis, com prioridade para idosos e deficientes.

– A senha do Facebook teria que ser renovada anualmente, também no cartório.

– Entre as 19:00 e 20:00 horas o acesso a todos os sites seria interrompido pela “Voz do Brasil”.

– Em épocas de maior movimento (Big Brother, finais de campeonato, campanha eleitoral) seria cobrado um adicional de “bandeira vermelha”.

– Programas anti-vírus precisariam de aprovação da ANVISA.

– Downloads exigiriam o recolhimento de DARF, mas famílias carentes receberiam um bolsa-download, dando direito a dez arquivos de até 1 MB por mês.

– Na pesquisa do Google seria necessário informar nome, endereço, data de nascimento, estado civil e cpf.

– Nos sessenta dias que antecedem as eleições, todos os sites teriam que veicular a propaganda eleitoral gratuita.

quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

COLUNA DA QUINTA-FEIRA



Em Garanhuns, não temos uma ótima Câmara de Vereadores, isso é verdade,  mas a que tem dá pro gasto e há muitas coisas boas lá dentro, só precisam ser exploradas. No entanto,  poucos sabem dos dissabores, angústias,  indiferenças e até preconceitos velados  que esses edis sofrem na labuta de seus mandatos  na Casa Raimundo de Moraes. É patente e notório o conflito do parlamentar municipal na sua limitação, o que prejudica suas funções no dia a dia.  Os 13 vereadores da legislação atual são muito cobrados, são eles que estão  na ponta, mais perto da dor. O vereador faz algo relevante todo dia, mas é pouco divulgado para a população. A vida pessoal deles é vulnerável e muitas vezes é jogada na sarjeta,  quando não, às traças, muitos são tratados como a GENI do Chico Buarque.  além das  dificuldades, dos obstáculos e dos contratempos deles  gerirem  o que tanto gostariam  em prol do povo é muito grande, torna-se até angustiante para eles não terem  resolvido aquilo que é expostos todas às quartas-feiras em seus REQUERIMENTOS. Geralmente vivem ou  ficam de mãos atadas. Todos os vereadores daquela casa são  uníssonos na máxima de que as primeiras cobranças da população são feitas a eles, uma vez que é o político mais próximo das pessoas. Conheço alguns deles que  têm que aprender a viver psicologicamente, emocionalmente e até espiritualmente. Às vezes, qualquer coisa que vai para as redes sociais já denigrem a imagem deles para sempre. Por ser conhecidos como os famosos "políticos da base", aqueles que recebem as primeiras demandas da população, e também as principais críticas, uma vez que, geralmente, se encontram com as portas dos seus gabinetes escancaradas para o ir e vir dos frequentadores da Casa Raimundo de Moraes, sempre, sempre, eles se deparam com a  população pidona que  pensa que o Legislativo tem verba para cobrir o buraco financeiro de um cidadão comum. O povo acha que eles têm orçamento para comprar remédio, pagar conta de água e luz ou colocar créditos nos celulares do eleitor pidão. Se já não bastasse tudo isso, eles vivem as agruras de seus pleitos não serem atendidos pelo executivo municipal. Para se ter ideia, prendendo-se apenas   as quatro mulheres que têm acento naquela casa, elas já apresentaram  requerimentos dignos de aplausos com conteúdos bem-criado; bem-dotado; bem-posto; bem-visto. A título de exemplificar alguns, a vereadora Carla pediu a recuperação da praça do pirulito que vai completar 100 anos; já Betânia pediu a secretaria de saúde para implantar a equoterapia que  é um  tipo de fisioterapia com equitação para deficientes; no caso de Luzia ela propôs colocar sinal de trânsito no perigoso cruzamento na Praça Pedro II(descendo à Rua do Corrente); quanto ao requerimento da vereadora Andréa, ela entrou com uma  cobrança para  instalação de INTERNET, serviço de WI-FI e tomadas USB para celulares nas linhas de ônibus da cidade. Se querem saber,  nenhuma dessas solicitações até hoje foram atendidas!!! Quer dizer, essas quatro vereadoras também sofrem daquela incurável doença no exercício da vereança, conhecida como  síndrome de requerimentos engavetados...


BANDA PODRE: - Há na Suprema Corte a chamada BANDA SUJA que é formada pelo petralha Toffoli, o soltador de bandidos Gilmar Boca de Buceta e mais outros três da mesma laia. Esses carinhas pintam e bordam com  nós, pobres mortais. As atividades putáricas no cabaré togado continuam a pleno vapor. Dessa vez, através de uma liminar do Ministro Luiz Fux foi suspenso por tempo indeterminado a criação  do tal Juiz das Garantias. O petralha Toffoli tá puto da vida ao se mostrar irritado e quem sabe deve ir  pedir orientação ao Lula e Zé Dirceu pedindo-lhes anuência ou não  para    esfolar o seu colega em razão dele ter passado  por cima de suas ordens.   Daí, deduz-se que, o peruquinha Luiz Fux atropelou  o presidente da suprema putaria e o petralha Toffoli passa-nos a impressão que a sua bússola já perdeu a agulha magnética há muito tempo. Ele não sabe mais para que direção seguir; está perdido. A turma que faz parte da BANDA PODRE do Supremo emporcalha tudo,   destrói a instituição por  falta de dignidade, altivez, autoridade moral e ética. Na verdade, o presidente  é um capacho e sabujo de dois criminosos, Lula e Zé Dirceu...


BUNDA SUJA: - É visível a intenção do Bunda Suja Bolsonaro em passar uma rasteira  na sua sombra, Sérgio Moro. Ontem, em reunião transmitida pelo Facebook, prometeu estudar a recriação do Ministério da Segurança Pública, dividindo a pasta do ministro Moro. Se este ministério for criado é para alojar na esplanada o seu amiguinho, o ex-deputado federal por Brasília, Alberto Fraga. Com essa atitude enojante,  o Bunda Suja  Bolsonaro crava mais um prego no caixão do seu já moribundo governo, que só ainda está de pé, graças a Sérgio Moro, Paulo Guedes, o ministro dos transportes, da Agricultura e a gora vem mais um para reforçar a equipe cultural que é   a excelente Regina Duarte. Moro que é um dos pilares de seu governo deve cair fora se seu ministério for dividido. Aliás, qual é a justificativa para o Bunda Suja tomar tal decisão se  os crimes caíram, aumentou a apreensão de drogas e diminuíram as rebeliões em presídios?!?!?!  Deve ser ciúmes...


NADANDO EM DINHEIRO: -  A Justiça de Pernambuco “TÁ COM O CU BOLBULHANDO DE DINHEIRO”, não é à toa que, há pouco dias, o Governador Paulo Câmera Lenta que é casado com uma juíza participou da festa do boi, digo melhor, da gastança, abrindo as pernas para a corte da justiça pernambucana alegando um tal de PAGAMENTO DE FÉRIAS ACUMULADAS e gastou do Tesouro do Estado 60 milhões de reais. Só a mulher dele botou no pé do cipa, 300 mil reais... Se não bastasse essa esculhambação, no suspiro dos últimos dias de dezembro  nada menos que a bagatela de  R$ 2,5 milhões foram torrados em diárias para bancar nos STETIS do Galeguinho Trump, a farra de duas comitivas de suas excelências magistradas a fim de testemunharem se a Estátua da Liberdade ainda está em pé e não foi derrubada pelos terroristas esquerdoides. Qualquer leigo que se preza sabe muito bem que, Justiça gastadeira que atira com a pólvora dos outros é INJUSTIÇA. Aliás, esse povo tem mania de praticar turismo com dinheiro alheio e  mandar para as cucuias a lógica e os fatos. Então,  sobram o cinismo e a licença  para tratar os outros como bobos e babacas...


COHAB II NAS MÃOS DE IZAÍAS: - A Cohab II de Garanhuns nesses últimos anos vive num Céu de Brigadeiros com três figuras que só pensa naquilo: AJUDAR ÀQUELA COMUNIDADE!!! Tratam-se de Izaías, Haroldo e a vereadora Andréa Nunes (legítima representante daquela comunidade). Para se ter ideia do quanto esses três se dedicam dia a dia para a melhoria de serviços públicos  daquele Bairro, a prefeitura de Garanhuns vai despejar mais de 1 milhão de reais para a execução de obras de melhorias na infraestrutura urbana do bairro Francisco dos Santos Figueira. Ao todo, serão executados os serviços em uma dúzia de  ruas da esquecida COHAB II EM GOVERNOS ANTERIORES que não davam bola para aquele bairro. Eis os nomes das artérias que serão beneficiadas:    trecho da rua Senhor do Bonfim; trecho da rua Aníbal Nery do Espirito Santo; trecho da rua Augusto Gomes do Amaral; trecho da rua Professor Manoel Lustosa; trecho da rua Waldir Mansur; trecho da rua Raimundo Rodrigues Sampaio; trecho da rua José Vieira Sobrinho; trecho da rua Napoleão T. de Albuquerque; rua Vicente Laurentino de Souza; rua projetada A3; rua Gilberto Freire e rua João Cabral de Melo Neto. Todo esse esforço dessas três personalidades serão transferidos em votos Para Haroldo Prefeito e Andréa vereadora.


GRANDE SERTÃO, VEREZA: - Pense no tapa de luvas que o grande ator Carlos Vereza deu no ZÉ CUSPIDINHA, mais conhecido como Zé do Breu. Isso é o que podemos chamar de chapuletada com classe!!! Vereza, com indescritível elegância, passa “pito” histórico em Zé de Abreu, ao exigir: “RESPEITE A REGINA DUARTE”. O grande ator Carlos Vereza, uma pessoa iluminada, que sempre sabe estender uma mão para o seu semelhante, mesmo que este seja uma figura débil com José de Abreu. Com elegância e inteligência, aplica a lição e estende a mão. Não há nada mais desmoralizante. Eis o texto primoroso do inigualável ator: “Alô, José de Abreu! Respeite a Regina Duarte! Respeite as escolhas diferentes das suas! Sempre te tratei com afabilidade, aceitando seu ponto de vista em questões ideológicas. Por que vibrar sempre no ódio, nas baixas energias? Procure em você o lado mais generoso, que, com certeza, possui. Embora não acredite, estamos numa democracia, 57 milhões de eleitores fizeram uma escolha, assim como você. Esqueça os tristes adjetivos, o país carece de amabilidade. Espere, calmamente, até 2022 e vote nos seus candidatos. Como teu colega, sugiro um belo verso de Rimbaud, que talvez acalme sua alma: par delicatèsse j’ai perdu ma vie.
Abraços fraternos,
Carlos Vereza”


O VIADO VERDEVALDO: -  O perobo Gleen Greenwald  que se diz jornalista foi denunciado e deve pegar de 3 a 7 anos de cadeia, porque ficou comprovado através do Ministério Público que ele AUXILIOU, INCENTIVOU e ORIENTOU o grupo criminoso dos hackeis durante o período das invasões. Foram comprovadas 126 interceptações telefônicas, telemáticas ou de informática e 176 invasões de dispositivos informáticos de terceiros, resultando na obtenção de informações sigilosas. Como tudo na vida, liberdade de imprensa também tem limites. Mas o viado ianque deu uma de João-Sem-Braço e  pensou  que no Brasil  existia o LIBEROU GERAL, arrombou-se!!! O viado estadunidense deu um passo  maior que a perna, lascou-se meio a meio!!! Abriram o viado em bandas!!! O gringo arrogante pensou que o brasileiro é otário e tomou na bunda!!! No começo do governo do PT, em 2003, na tentativa de  expulsar um jornalista americano que relatou  O ALCOOLISMO DO LULA, aquilo não era estado policial, agora é...  Só mesmo  Gilmar Mendes pode salvar Verdevaldo.  Aliás, o ministro soltador de bandidos deveria declarar-se impedido de atuar no  caso de Greenwald, dizem  os  magistrados que acompanham o caso. pela índole e caráter do ministro beiçola, alguém acredita que ele se declarará impedido?!?!?!


CABO ELEITORAL FORTE: - Carlos Magano, o legítimo representante no bairro do mesmo nome sairá candidato a vereador por  Garanhuns pela legenda do PSD. O grande trunfo eleitoral para Magano sair vitorioso nessa eleição que se aproxima,  ele sabe muito bem que é  ter um FORTE  cabo eleitoral e,  nesse campo ou quesito específico,  ele tem uma FORTALEZA. Contar com a ajuda de outras pessoas para angariar os números que um candidato necessita é primordial em todo esse processo. É aí que as atividades realizadas por cabos eleitorais se encaixam. Esses profissionais estão na linha de frente da disputa de um pleito. Dispor desses parceiros em sua campanha faz toda a diferença. A esposa de Carlos Magano que é uma figura agradável e altamente carismática fará  parte da linha de frente que levara seu marido a ter um assento na Casa Raimundo de Moraes. A função que ela cumprirá com muito brilhantismo  é ser uma intermediária entre a população e o candidato. A ideia é que ela seja  disseminadora das  ótimas ideias que Carlos Magano já tem em mente, pois ela vai apresentar  um  plano de trabalho e criando uma ponte entre esses dois sujeitos agentes da eleição. Tudo isso culminando na conquista de votos para o candidato Magano que tem tudo para se eleger vereador. É só o Bairro do Magano chegar junto!!!


DIREITOS POLÍTICOS SUSPENSOS: - A justiça arrombou com mais um governador corrupto do PT.  Desta  vez, o STJ confirmou decisão da Justiça de Brasília que condenou o ex-governador do Distrito Federal Agnelo Queiroz, do PT, por improbidade administrativa no caso da inauguração do Centro Administrativo, complexo que custou cerca de R$ 2 bilhões e nunca foi ocupado, apesar de ter sido inaugurado pelo petista durante sua gestão. O petista foi condenado à suspensão dos direitos políticos, pagamento de multa e indenização de R$ 1 milhão. Para quem não sabe, esse nazicomunopetralha sempre se destacou como um comunista   mentiroso e  sem escrúpulo. Em suma, um petista. Espera-se que durante o tempo que Sérgio Moro passar no Ministério da Justiça  ele mande construir uma penitenciária de segurança máxima somente   para petistas; é incrível como esse partido que se tornou numa organização criminosa só produz ladrões. Mais um na longa listra do PT. Quem já viu uma coisa dessa? Onde tem PT tem rolo!!!


LULA TÁ MOUCO QUE SÓ UM TIÚ: - O autodenominado MANDELA do Brasil anda afirmando que tem  72 anos, mas está  com energia de 30 e tesão de 20...  Bem, no quesito TESÃO só se for de marcha-à-ré!!! Na verdade, Lula tá um velho precoce, doente,  rouco, bebendo muito, mouco que só um tiú, e resumido a  um  “mulambo” de gente... O ex-presidiário passou a utilizar, há duas semanas, aparelhos auditivos nos dois ouvidos. Lula fez exames logo após sair da prisão, em novembro. Eles detectaram a perda auditiva do condenado em segunda instância(A informação é do jornal Folha de São Paulo). Lula agora usa aparelhos para surdez, mas sua maior dificuldade permanece, ultimamente, o maior embaraço é em “ser ouvido” e compreendido. Pessoas próximas ao petista afirmaram que ele está ouvindo muito melhor. Entretanto, Lula esqueceu que seu verdadeiro problema é na fala. A dificuldade real de Lula, no entanto, não tem cura, pois ele vem de um câncer de garganta!!! Como também, até hoje não existe na medicina cura  capaz de resolver um problema INTELECTUAL, MORAL e ÉTICO. Sem credibilidade, sem moral, emudecido por força da sociedade e agora surdo. O  petista ancião está fazendo jus ao velho ditado popular: “A GENTE COLHE O QUE PLANTA”....


FAVAS CONTADAS: - A rádio corredor vem informado constantemente que nas três principais cidades do interior de Pernambuco já se vislumbra o favoritismo dos candidatos a prefeitos nos municípios  de Garanhuns, Caruaru e Petrolina. Eis os protagonistas que se reelegerão com uma certa facilidade: Haroldo Vicente(PSC-20),  Raquel Lyra(PSDB-45) E Miguel Coelho(MDB-15), respectivamente... Consumando-se esse prognóstico faz com que  o governador Paulo Câmera Lenta vá continuar sem vez e voz nessas importantes cidades do Estado.  Aliás, ele quase que não frequenta esses três municípios, pois na eleição passada foi surrado impiedosamente por esses eleitores. O governador Paulo Câmara de Gás não tem outra alternativa a não ser  se pegar, para seu próprio consolo, com a frase do ex-presidente norte americano Richard Nixon:  “Um homem não está acabado quando enfrenta a derrota. Ele está acabado quando desiste”...


COMO PERGUNTAR NÃO ESTUPRA: - Quem vai BANCAR a forte candidatura a prefeito de Silvino Duarte, quem? Quem se atreve?!?!?!