quinta-feira, 17 de outubro de 2019

ROGER VADIM, O HOMEM QUE COMEU BARDOT, DENEUVE E FONDA



Por Altamir Pinheiro
Nada de orgia gente, tudo foi pura  verdade!!! Por mais incrível, espetacular, fantástico que isso possa parecer, o bimba doce de fato comeu Brigitte, Catherine e Jane – e não uma vez só, mas uma tuia de vezes. Viveu com cada uma delas, foi casado no papel com a primeira e a terceira, teve filhos com a segunda e a terceira. E isso para não falar que foi casado também com outro avião, outra deusa dinamarquesa, Annette Stroyberg. E mais tarde com a milionária Catherine Schneider e a atriz Marie-Christine Barrault. Mais ainda: soube manter-se amigo de todas as ex-mulheres, façanha  raríssima, e maravilhosa. Quando morreu, em 2000, aos 72 anos, foi enterrado por todas elas – Brigitte, Annette, Catherine, Jane e Marie-Christine estavam lá. 
O historiador Sérgio Vaz nos conta que, Vadim começou a namorar Brigitte quando ela estava com 16 anos, e ele, com 22. Catherine tinha 17, e ele, 32. Jane, rompendo uma tradição, já era maior de idade: tinha 24. Um fato pitoresco contado no livro de memórias de Roger Vadim que estava separado de Brigitte Bardot(depois da separação ela tinha tido diversos amantes e alguns maridos. Estava casada então com Gunter Sachs, um bilionário alemão). Nesse ínterim, Brigitte convidou Vadim para fazer-lhe uma visita em sua casa, em Roma,  e num bate papo informal deles três  na sala de estar Brigitte convidou seu ex-marido no seguinte tom: Vavá(Vadim), venha me ajudar a escolher um vestido. Ao menos você sabe como vestir as mulheres. 
Durante as filmagens de E DEUS CRIOU A MULHER, de 1956, o filme que transformou Brigitte em estrela internacional, Vadim e ela, casados à época, se encontraram com ninguém menos que Sir Winston Churchill, em Nice. O encontro e o diálogo entre o estadista que liderou a Grã-Bretanha na guerra contra o nazismo e a estrela de cinema lindíssima e sexy, relatado por Roger Vadim, foram assim: “Após a costumeira troca de formalidades, houve um silêncio. Churchill tinha os olhos brilhantes ao encarar a jovem atriz, e não dizia uma palavra. Parecia estar imaginando que banalidade viria daquela boca sensual, feita para o amor e as telas. (…) “- Quando eu tinha oito anos e o escutava pelo rádio, o senhor me assustava – falou enfim Brigitte. – Mas agora me parece tão gracioso, considerando que é uma lenda. (..) “O grande orador permaneceu calado. “- O que está fazendo em Nice? – perguntou Brigitte, a fim de quebrar o silêncio. “- Pintando – respondeu Churchill. – Você é uma atriz, e eu sou um pintor. Temos a arte em comum. (…)
Em se tratando da  sensualidade de BRIGITTE era tamanha que,  até falando a mulher  transmitia libertinagem, volúpia, satisfação. Brigitte Bardot(hoje, com 85 anos) era um tipo de fêmea que, no auge de sua carreira, na tela,  semeava voluptuosidade. Sua sensualidade vinha do corpo perfeito, da boca carnuda, do olhar expressivo e de um comportamento livre, incomum para as mulheres da época. BB chegou a ser considerada a versão francesa de Marilyn Monroe. Ao completar 18 anos, veio o casamento com o diretor de cinema Roger Vadim.  A união durou apenas cinco anos. Vadim foi responsável por lançá-la em "E Deus Criou a Mulher" (1956) e ainda a dirigiu em "Quer Dançar Comigo?" e "Amores Célebres". 
Além de Roger Vadim,  CATHERINE DENEUVE (hoje, com 76 anos) foi casada com o fotógrafo David Bailey e Marcello Mastroianni(de 1971 a 1975),  Mastroianni  que morreu em 1996 aos 72 anos. Conta-se nos dedos as atrizes bonitas quando jovens que, com o passar dos anos, acabaram adquirindo maior magnetismo e beleza. Ao lado de Sophia Loren (84 anos), a francesa Catherine Deneuve  é uma dessas exceções. Certa vez disse  Deneuve: “Estou cansada da minha suposta beleza em primeiro plano, principalmente da dita “BELEZA FRIA”, que pouco tem a ver comigo. O consolo que tenho na maturidade, ao perder a beleza física, é que finalmente lembraram a boa atriz que sempre fui”. 
JANE FONDA(82 anos) transbordando beleza e graciosidade, pertence a árvore genealógica dos Fondas, uma das maiores dinastias do cinema. É filha de Henry Fonda, astro do cinema nos anos 40 e 50, irmã do ator Peter Fonda(falecido este ano) e tia da também atriz Bridget Fonda. Jane Fonda foi lançada, tal como  Catherine Deneuve, Brigitte Bardot, pelo diretor Roger Vadim(que foi seu primeiro marido). Dirigida por ele, rodou, entre outros, o filme de ficção científica Barbarella (1968), cujas cenas arrojadas a tornaram uma SEX SYMBOL. Jane  ficou afastada dos holofotes durante 15 anos. Aos 53 anos, ela  resolveu largar uma bem-sucedida carreira, abandonando o ofício  e só aos 67 ela decidiu que o show tinha que continuar, inspirada pela separação traumática do então marido, o magnata das telecomunicações Ted Turner, em 2001.
Roger Vadim ficará para a história não tanto pela sua obra como pelas mulheres que ao seu nome estiveram associadas. seu último casamento - com a comediante francesa Marie-Christine Barrault, em 1990 - durou até ao fim dos seus dias, até morrer. Vadim costumava  refletir sobre a vida ao dizer certa vez: "O mal que eu fiz foi ter tornado famosas mulheres que eram anônimas quando com elas me casei". Assista ao vídeo de Roger Vadim com as três mulheres de sua vida  que dormiram ao seu lado.





quarta-feira, 16 de outubro de 2019

ABRIRAM-SE AS PORTEIRAS DO INFERNO: ZÉ DIRCEU, VACCARI, DELÚBIO E, PASMEM, O SEBOSO DE CAETÉS VÃO SER LIBERTADOS...


O bandido Zé Dirceu, assim como o Seboso de Caetés, também vai sair da cadeia. Ele é um dos favorecidos pela manobra do STF de impedir a prisão de condenados em segundo grau. A lista inclui ainda os dois tesoureiros do PT, João Vaccari Neto e Delúbio Soares, que vão sair do regime semiaberto e tirar a tornozeleira eletrônica. Lula não tem escondido certo otimismo em relação ao julgamento do STF, que irá analisar a prisão após condenação em segunda instância. Ele sabe exatamente com quais ministros pode contar. As estatísticas do STJ não deixam margem a dúvidas. Em um total de 68.944 recursos contra condenações na segunda instância, menos de 1% dos réus foram absolvidos. Para sermos mais exatos, somente 0,6% tiveram seus recursos deferidos. Isso demonstra que a campanha para impedir o cumprimento da pena após segunda instância tem apenas objetivo de garantir a impunidade de criminosos de elite, que podem pagar honorários a advogados de griffe, digamos assim, para aguardar tranquilamente a prescrição. P.S. 2 – Esse excelente levantamento de Mariana Schreiber, na BBC Brasil, mostra que impedir o cumprimento da pena após segunda instância será um retrocesso medieval no Direito brasileiro. E o resto é folclore

terça-feira, 15 de outubro de 2019

GARANHUNS PODE VIR A GANHAR O SEU DELMIRO GOUVEIA



Por Altamir Pinheiro

O cearense Delmiro Gouveia que foi brutalmente assassinado no mesmo ano que aconteceu a Hecatombe de Garanhuns em 1917, aos 54 anos de idade,  foi um herói em seu tempo. De sua visão empresarial originou-se, no início do século XX, a formação do primeiro polo industrial do sertão nordestino junto com a implantação da primeira indústria têxtil no Sertão das Alagoas, a indústria chamava-se  Cia. Agro Fabril Mercantil que começou a funcionar no ano de 1914, na longínqua Vila da Pedra, hoje município de Delmiro Gouveia. Os primeiros carretéis vieram da Finlândia. A primeira compra de algodão do Egito. Depois veio a utilização do algodão Seridó, plantado por ele mesmo nas suas próprias terras esturricadas na época dos chuvosos e tenebrosos invernos  no sertão alagoano. Passaram-se 100 anos, mais precisamente 102 anos da morte do considerado Barão de Mauá do Nordeste, mas o VISIONÁRIO DELMIRO continua na memória da nossa  região.

Como descreve o historiador José Cícero Correia, “A Fábrica da Pedra inaugurada em 1914 não surgiu do nada, como muitos descrevem, no entanto, os projetos de Delmiro para o sertão eram outros. Pretendia juntamente com investidores estrangeiros gerar energia elétrica a partir da Cachoeira de Paulo Afonso e fornecer aos grandes centros do Nordeste. Já estava quase tudo certo, Delmiro e os gringos tinham o apoio político dos Governos de Alagoas e Bahia para iniciarem as obras. Faltava apenas o aval de Pernambuco, o que não aconteceu, pois o Governador pernambucano achava que aquele negócio tinha alguma velhacaria, e não assinou a concessão para instalação da rede e dos postes para transmissão de energia elétrica gerada a partir da Cachoeira de Paulo Afonso”. Depois, com sua intuição  visionária e sendo um utopista extravagante, teimoso e cabeça dura,  sozinho, ele fez na marra, na tora, de supetão!!!

Esse  destemido comerciante conhecido como o Rei das Peles(negociava com couros de boi e bode),  “O Mauá do Nordeste” e também era tachado como  o  “O coronel dos coronéis”.  No Recife, comprou a moderna Usina Beltrão;  construiu o Mercado do Derby, considerado o primeiro SHOPPING CENTER do Brasil. Perdeu tudo num incêndio criminoso. Raptou uma jovem de 16 anos e fugiu para o Sertão de  Alagoas. A  trajetória do cearense que modernizou o Recife no final do século XIX e viveu os últimos 15 anos no lugarejo da Pedra, hoje Delmiro Gouveia. Com seu  pioneirismo, essa sumidade denominada de  Delmiro Augusto da Cruz Gouveia,  deixou no seu exemplo, a marca da superação e ousadia de um nordestino “cabra – macho sim senhor”. Que foi capaz de realizar tamanha obra, graças a sua capacidade visionária de enxergar o grande potencial natural daquela região.

No cancioneiro nordestino há uma bonita letra que se traduz em um hino intitulado Paulo Afonso que é um lindo e   inspirado baião  composto no ano de 1955 por dois monstros sagrados da música nordestina que eram os parceiros  Luiz Gonzaga e Zé Dantas  e  em um dos seus refrões têm-se a impressão que os dois  inspiraram-se no grande poeta português Fernando Pessoa com aquela  famosa frase, “DEUS QUER, O HOMEM SONHA, A OBRA NASCE”. Ei-la: Delmiro deu a ideia / Apolônio Aproveitô / Getúlio fez o decreto / E Dutra realizô / O presidente Café / A usina inaugurô / E graças a esse feito / De homens que têm valô / Meu Paulo Afonso foi Sonho / Que já se concretizô...

Delmiro era um visionário,  um expansionista congênito,  inclusive, sem o menor apoio dos governadores de Alagoas e Pernambuco, ele construiu, braçalmente com seus jagunços, quase  500 quilômetros de rodovias no sertão: a estrada em sua primeira etapa teve  as picadas que saíram    de Pedra até Santana do Ipanema; na segunda até Bom Conselho; na terceira chegou em Garanhuns. Os primeiros automóveis que transitaram na poeirenta Avenida Santo Antônio   foram carros de fabricação inglesa que se moviam do lugarejo  Pedra, ele pernoitava em Santana do Ipanema e depois seguia viagem  até Garanhuns e daqui  pegava o trem até a metrópole Recife. Lamentavelmente,  tudo isso foi truncado quando do seu assassinato, em 1917,  aos 54 anos - um crime nunca inteiramente esclarecido.

Por fim, respeitando a maçaranduba do tempo há o que se perguntar:  o que o prefeiturável de Garanhuns  Hélder Carvalho tem em comum com a ousadia e o voluntarismo de Delmiro Gouveia?!?!?! TUDO!!!   Delmiro na iniciativa privada muito nos deu, Hélder na gestão pública tem tudo para retificar os rumos do município. Até porque o empresário garanhuense tem um perfil de liderança e totalmente voltado para a inovação. Hélder, na frente da prefeitura tem tudo para ser um agente de mudanças. Governar Garanhuns é um exercício de criatividade, planejamento e persistência. Por ser uma pessoa capacitada para idealizar projetos, espero que esse artigo tenha sido o estopim para Hélder incorporar o espírito arrojado de Delmiro, e ao ter em mãos  as rédeas da prefeitura saiba conduzi-la com eficácia as broncas que  estão por vir  e até correr alguns riscos calculados, e POR QUE NÂO?!?!?!






segunda-feira, 14 de outubro de 2019

BABACAS, REACIONÁRIOS E PELEGOS SÃO OS SUCESSORES DA ESQUERDA


J.R.GUZZO

A “esquerda” que as pessoas com algum tipo de interesse por política conhecem, essa do tipo socialismo-comunismo-petismo e outras manifestações apenas patológicas, deixou de ser fator relevante na luta, centenária e fracassada, contra o capitalismo. Não é nenhuma surpresa, claro. Como alguém com a cabeça em ordem vai acreditar hoje em aberrações do porte das Venezuela, Cuba ou Angola da vida? Ou dessas miseráveis ditaduras africanas que se dizem “socialistas”, mas que são apenas espaços geográficos controlados por gangsters? “O socialismo tem um histórico de fracasso tão flagrante que só mesmo um intelectual poderia ignorar um desastre deste tamanho”, diz o pensador americano Thomas Sowell. O fato é que nem mesmo os “intelectuais de esquerda”, hoje em dia, acreditam mais que a “esquerda” tenha capacidade de eliminar o capitalismo da face da Terra, ou fazer qualquer coisa que não seja cuidar do próprio bolso. Resultado: outras forças assumiram o comando dessa tarefa.

O mais ativo inimigo da liberdade econômica, hoje, é um consórcio disforme, sem comando definido, que age por fora e por cima de partidos políticos. Sua meta é limitar, dificultar e quando possível anular os mecanismos de produção hoje em vigor no mundo. São milhares de grupos que trabalham em projetos apresentados ao público como essenciais, segundo os seus critérios de “bem” e de “mal”, para a melhoria da qualidade de vida na sociedade moderna. Chamam de “causas” os desenhos que fazem de como o mundo deveria funcionar. Estão presentes de forma maciça em toda a mídia mundial, onde transmitem uma imagem de cruzados em luta para salvar o planeta, nas organizações internacionais, nos departamentos de marketing e nas diretorias de multinacionais assustadas, em governos, em dezenas de milhares de ONGs, nas escolas — enfim, em virtualmente todos os lugares em que possam exercer alguma influência. Não são um sistema lógico de ideias; são uma religião.

Em primeiro lugar, na linha de vanguarda dessa confederação, vêm as mil diferentes modalidades de ambientalistas. São, para resumir a ópera, contra praticamente tudo que esteja ligado de alguma forma à atividade de produzir. São contra a indústria automobilística, porque ela gera emissão de carbono — assim como tudo aquilo que se movimente ou funcione com base em “energia suja”. Também são contra as usinas hidroelétricas que produzem energia limpa, a mais limpa disponível no mundo — pois elas interferem com os rios, estressam os peixes e provocam, a seu ver, todo tipo de desequilíbrio ecológico. São contra estradas, túneis, viadutos. São contra fábricas velhas, que poluem a atmosfera, e também contra as novas, que vão poluir. Na verdade, e como questão de princípio, são contra toda a atividade industrial — se saiu de alguma linha de montagem, ou de um processo automático, deve ser banido. São contra, talvez mais do que tudo, a agricultura moderna — que só consegue alimentar bilhões de pessoas por ser extensiva, mecanizada, tecnológica, resistente a pragas e de alta produtividade. Suas propostas, para substituir isso tudo, são o artesanato, a alimentação orgânica, a vida em comunhão com a natureza e por aí afora — ou algo equivalente à essas coisas.

Aos ambientalistas se juntam os movimentos pelo “fim das fronteiras” ou pela liberdade de imigração. São seus aliados os defensores da “relativização” da identidade nacional de cada país — as nações, segundo eles, deveriam reduzir suas exigências quanto à independência, tender à adoção de leis internacionais e abrir mão de valores próprios. Há os pregadores de uma “maior aceitação do islamismo” por países cristãos, os “animalistas” e toda uma constelação de entidades, grupos ou seitas com objetivos disparatados, mas com a suprema ideia comum de que “o capitalismo fracassou”.

São esses os revolucionários de hoje. Podem se revelar apenas um incômodo. Mas a cada dia vão fazer mais barulho — e levar muitas coisas a mudarem na economia.

domingo, 13 de outubro de 2019

JANJA É A “DONA DO PEDAÇO” DO PT E DO LULA...





Jefferson Coppola

Chegou a “DONA DO PEDAÇO”. É o que sussurram os petistas quando a socióloga Rosângela da Silva, a Janja, noiva de Lula, irrompe entre as centenas de pessoas que se acotovelam na porta da Polícia Federal de Curitiba, no distante e frio bairro de Santa Cândida. Lá, evidentemente, ela dispõe de passe-livre. No PT, Janja está mais do que à vontade. Ela é a nova mandachuva do partido. Com o aval do ex-presidente petista, com quem deve se casar em breve, a socióloga distribui ordens, enquadra dirigentes partidários, dá orientações a Fernando Haddad e Gleisi Hoffmann, presidente da legenda, e até faz as vezes de tesoureira informal, ao se ocupar de questões de natureza financeira. Empoderada, Janja, nos últimos dias, avocou para si uma nova missão: a de preparar o PT para o pós-Lula Livre — o que ela e todos os petistas acalentam.

Na condição de porta-voz do ex-presidente, a socióloga foi quem transmitiu aos correligionários que o futuro marido não admitiria a progressão da pena para o regime semiaberto. “O presidente não quer deixar a cadeia com tornozeleira eletrônica: isso ele não admite de forma alguma”, disparou ela. “A liberdade não virá assinada pelos que fraudaram a Justiça”, reforçou a noiva em suas redes sociais no último dia 29 de setembro, ao comentar o pedido do Ministério Público Federal do Paraná, assinado pelo procurador da República, Deltan Dallagnol. O primeiro a receber a informação foi o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad.

O presidenciável da legenda acostumou-se rápido com estilo Janja de ser e agir. Desde a campanha os dois tocam de ouvido, mas Haddad ouve mais do que fala. Ela, ao contrário, fala mais do que ouve. A relação com a nova toda-poderosa do PT é regida por uma lógica simples. Basta entender que “Janja é Lula”, e tudo está resolvido. O mesmo se aplica quando Rosângela da Silva participa das reuniões da cúpula do PT em Curitiba e em São Paulo. Nos encontros em que Janja tem voz ativa, já se discute o futuro da legenda a partir da tão sonhada liberdade de Lula. O partido se prepara para um novo confronto contra Jair Bolsonaro em 2022. É o adversário dos sonhos.

A aposta no petismo é que o bolsonarismo chegará às vésperas do pleito em processo avançado de deterioração. A confirmar o cenário, o tom será de radicalização, dissemina Janja. Além de Haddad, Emídio de Souza, ex-presidente do PT de São Paulo, e o deputado Paulo Pimenta (RS), líder do PT na Câmara também já estão habituados com as orientações da nova primeira-dama. As recomendações estendem-se a Francisco Rocha da Silva, o “Rochinha”, um dirigente histórico do PT, que fundou o partido com Lula e nunca mais deixou a direção partidária, transformando-se num lulista incorrigível.

FIEL ESCUDEIRA

Em suas incursões no PT, Rosângela da Silva é escudada por Neudicléia Oliveira, a Neudi – chefe do Movimento de Atingidos por Barragens (MAB), abrigado no PT quase como uma corrente interna, em patamares semelhantes ao do MST. Ela atua como uma espécie de ajudante de ordens de Janja. Neudi faz de tudo: paga até contas do casal e depois as cobra do PT. Para custear pequenas despesas, Neudi vale-se do “lucro” das barraquinhas que o MAB explora na porta da PF, onde são vendidas de água a camisetas do movimento “Lula Livre”.

Neudi, ao lado de Marco Aurélio Marcola, advogado e funcionário do Instituto Lula, que se auto-proclama “chefe de gabinete” do ex-presidente, são os responsáveis por montar uma espécie de cordão de isolamento à sala-cela de Lula em Curitiba, toda vez que Janja vai visitá-lo. Depois que a noiva passa pela catraca que dá acesso ao quinto andar, pavimento onde o petista está detido, Neudi e Marcola não deixam mais ninguém entrar. Nem mesmo os cinco filhos do presidente, que só alcançam Lula com a expressa autorização de Janja. Não por acaso, A MAIORIA DOS REBENTOS TORCE O NARIZ PARA A FUTURA ESPOSA. A exceção é Lurian, filha mais velha, que virou a “queridinha” da socióloga, a ponto de elogiá-la publicamente.

O grupo dos petistas mais ligados a Rosângela da Silva foi batizado de “PANELINHA”. A turma se reúne em Curitiba praticamente todas as quintas-feiras, dia de visitas na federal. Há, no local, todo um esquema de proteção a eles. Por exemplo, só os integrantes da “PANELINHA” podem entrar no prédio da Polícia Federal quando chove. Já os companheiros do MST e do Movimento de Atingidos por Barragens ficam ao relento mesmo, faça chuva ou sol. Por isso, as vigílias estão encolhendo cada vez mais. Hoje, não reúnem mais do que 30 pessoas por dia. Antes, eram centenas. No início, até milhares. Agora, o público só aumenta quando as “celebridades” comparecem ao local para visitar o petista. “Nesses dias enche de gente. Vêm assessores dos deputados do PT de Brasília e aqui do Paraná mesmo. São militantes do partido e da CUT de Curitiba, além do pessoal do MST e do MAB”, contou uma fonte à ISTOÉ. Um dos momentos mais badalados, e de glória para Janja, foi o último dia 19, quando o compositor Chico Buarque de Hollanda encontrou-se com o amigo preso. Durante a visita, o músico, considerado um ícone na esquerda, foi ciceroneado o tempo todo por Janja, que não se conteve de alegria.

No início da noite, com a socióloga e Ricardo Stuckert — fotógrafo e amigo pessoal do ex-presidente Lula — à frente, O GRUPO INVARIAVELMENTE SAI PARA JANTAR, SEMPRE COM FARTURA DE COMIDA E BEBIDAS, INCLUINDO CERVEJA À VONTADE E VINHOS DE R$ 500 À GARRAFA. Um desses jantares aconteceu recentemente no Bar Jacobina, em Curitiba, com a presença de Emídio de Souza e Haddad. O encontro serviu para embalar a solenidade dos 500 dias de Lula preso. Ao presidenciável coube dedilhar o violão. O timbre, não raro, com traços de rouquidão não o impediu de soltar a voz: Haddad foi também o cantor oficial do convescote.
Janja e Stuckert estavam acomodados na primeira fila da seleta mesa. Ao redor, Marcola e a mulher Nicole. A despesa foi paga por Florisvaldo Souza, tesoureiro do PT. Na verdade, o partido banca os custos de toda a estrutura da campanha “Lula Livre” em Curitiba e País afora. Conforme revelou ISTOÉ em reportagem de julho deste ano, BOA PARTE DESTE DINHEIRO É PÚBLICO E ORIUNDO DO FUNDO PARTIDÁRIO. Incluindo as passagens aéreas para deslocamentos a Curitiba, adquiridas junto a uma agência de viagens pertencente a Marta Romano e Otávio Augusto. O diretor da empresa, Cláudio Kabne, é quem atende os integrantes da turma de Janja.

Na campanha de Fernando Haddad a presidente da República, Kabne ajudou nas viagens do petista pelo Brasil, em especial, na reta final da eleição. Àquela altura, Janja integrava a comitiva do candidato e já dava as cartas em nome de Lula. Quando, no segundo turno, Haddad coloriu a bandeira petista de verde e amarelo e reduziu as idas a Curitiba na tentativa de se dissociar de Lula (ao menos publicamente), Janja era quem lhe confiava as preciosas orientações do ex-presidente. Inclusive sobre como amealhar recursos para a campanha. Dinheiro não faltou e, pelo visto, não faltará aos projetos eleitorais do partido para 2020 e 2022.

Recentemente, a equipe liderada por Rosângela da Silva ganhou um reforço de peso: a milionária Rosane Gutjahn, cujo marido foi um dos 154 mortos no acidente da Gol no Mato Grosso em 2006. A viúva rica “abraçou” a causa Lula e estaria doando R$ 100 mil por mês ao grupo. Recentemente, ela arrematou todas as fotos que Ricardo Stuckert expôs num leilão em Curitiba a fim de arrecadar dinheiro para o movimento. Rosane doou as fotos depois para os próprios petistas, incluindo Paulo Okamoto, presidente do Instituto Lula, e Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT.

GLEISI NO CÓRNER

Glesi, a propósito, foi quem mais perdeu com a ascensão de Janja ao Olimpo petista. Apesar de também morar em Curitiba e ter sido habituê nas visitas à sala-cela de Lula, “ELA FOI JOGADA PARA ESCANTEIO” por Rosângela, asseguram fontes petistas. Para se ter uma ideia da confusão, a ex-senadora teve de alterar os hábitos para não ter de “trombar” com a noiva do ex-presidente: só visita Lula às sextas-feiras, na condição de advogada, e não mais às quintas, quando a “panelinha” de Janja costuma dominar o ambiente. Ninguém sabe ao certo o motivo da rusga. Em tempos de PTinder, há quem diga que Gleisi despertaria ciúmes em Janja. O fato é que não deu “match” entre as duas. Não só. O ex-senador Lindberg Farias (RJ) é outra persona non grata no PT que se curva aos desígnios de Rosângela da Silva. Em meio ao evento dos 500 dias da prisão de Lula houve um entrevero entre os dois. Lindbergh queria ser um dos que subiriam ao palco para proferir um discurso. Foi admoestado por Neudi, a pedido de Janja. “O Lind não vai discursar”, sentenciou Neudi, cumprindo ordens da nova primeira-dama.

Ao menos enquanto Lula estiver preso, será difícil saber até onde os desejos manifestados por Janja expressam as vontades de Lula. Pelo sim, pelo não, a maioria a respeita. A socióloga — todos concordam — faz de tudo para agradar o futuro marido. Desde que assumiram o noivado, ela passou a controlar até mesmo sua alimentação. Não deixa mais o petista se servir da comida da cadeia, embora seja de excelente qualidade — trata-se do mesmo cardápio dos delegados da Superintendência da PF. Agora, Lula só se alimenta da quentinha preparada por Eduardo, o dono do Empório Zambrano, restaurante instalado defronte o prédio da PF. Zambrano é casado com uma funcionária da PF e é querido por todos, Janja incluída. O que mais dá prazer a Eduardo é preparar o prato preferido do ex-presidente: bife a cavalo com ovos mal passados.

O fotógrafo Ricardo Stuckert, que também goza de prestígio no local, tem um prato com seu próprio nome. O recinto dedicado às refeições tem o sugestivo nome de “Espaço Marielle”. OS PREÇOS É QUE SÃO MEIO SALGADOS PARA OS MILITANTES: UMA CERVEJA CUSTA R$ 8. MAS COMO É NEUDI QUEM ASSINA AS CONTAS DE LULA, COM DINHEIRO DO PT E DAS BARRAQUINHAS DO MAB, NÃO HÁ PROBLEMA ALGUM. Janja também tem renda própria. Como funcionária da Itaipu Binacional, ela ganha R$ 17,5 mil por mês. Rosângela foi alçada ao cargo por Gleisi Hoffmann, quando ela era diretora financeira da estatal, cumprindo ordens de Lula, claro. Recentemente, os 142 funcionários de Itaipu em Curitiba foram transferidos pelo presidente Jair Bolsonaro de volta a Foz do Iguaçu, sede da estatal.

Janja segue lotada na estatal, mas não se sabe onde realmente ela presta expediente e durante quantas horas por dia. As horas ela conta para “poder viver seu amor” com Lula na plenitude. “Vou me casar virgem”, brincou o ex-presidente, ao lembrar que não pôde manter relações sexuais com a socióloga na cadeia. JANJA NÃO É MAIS VIRGEM. DA POLÍTICA PARTIDÁRIA.

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

O BONDINHO AÉREO DO MONTE SINAI



Por Altamir Pinheiro

A cidade de Gramado(RS), mas precisamente o Natal Luz serviu de fonte de inspiração para  o atual prefeito Izaías Régis  criar o nosso MAGIA DO NATAL  em Garanhuns; da mesma forma, o futuro prefeito Hélder Carvalho deslocou-se até a cidade de  Canela, também no Rio Grande Sul, para conhecer e  implantar em sua gestão  um BONDINHO AÉREO. Como se vê,   copiar o que é bonito não é feio!!! Já dizia o grande mestre que se tornou numa das grandes figuras Renascentista, o italiano Leonardo da Vinci que: “Um bom artista COPIA, um grande artista rouba”. Afinal de Contas, quem não imita, não inventa...


Por enxergar longe e ser possuidor de uma visão futurista, feito o ex-prefeito Ivo Amaral quando teve a feliz ideia de inaugurar o  Relógio das Flores, o determinado Hélder Carvalho já bateu o martelo,  pois consta do seu programa de governo(registrado em cartório) essa  realização que irá incrementar como  prefeito da cidade que  será  a criação de um moderno BONDINHO AÉREO   com capacidade para dez  pessoas tendo duas  torres e duas estações, uma  edificada no Batalhão do Monte Sinai e outra na Praça do Relógio das Flores, aonde vai fazer um percurso com uma circunferência  de cerca de 500 metros e em seu ponto elevado vai ser possível descortinar as belas montanhas que fazem parte do Planalto  da Borborema, no alto do Magano,    passando por belas paisagens e apreciando ou tendo como vista panorâmica, além da bela Cidade Serrana ter como ver lá de cima as sete colinas verdejantes que simbolizam à terra da Garoa. 


Para quem é alpinista uma das melhores maneiras de se apreciar uma cidade ou uma região é tendo uma vista panorâmica do alto de uma montanha. Para o pobre mortal que não tem a arte de escalar montanhas é  preciso apelar aos bondinhos aéreos ou qualquer outro nome dado a estas maravilhas da engenharia. Seja para subir no alto de uma montanha para esquiar ou apenas para levar visitantes a um mirante,  só o trajeto deles já vale o passeio. O projeto elaborado a pedido de Hélder é possuidor de tecnologia suíça com margem total  de segurança. Os  turistas que aqui chegarem, um a um, vai  vivenciar um momento agradável com suas respectivas famílias quando, juntos,     desfrutarão de momentos lindos de uma viagem inesquecível, além  de nos deixar dividendos, haja vista  que a arrecadação do bondinho terá finalidade social. 


A partir do momento que   Hélder Carvalho chegar à  prefeitura,  o garanhuense vai poder ficar  mais pertinho do céu. Aliás, para quem conhece ou já ouviu falar nós não precisamos ir ao exterior para ter uma experiência incrível como apreciar uma das vistas mais lindas do planeta. Aberto em 1912 o Bondinho do Pão de Açúcar é atração obrigatória para quem visita o Rio e, não à toa, já recebeu mais de 40 milhões de passageiros desde sua inauguração. O Bondinho de Garanhuns  vai  poder transportar até 10 passageiros, já o do Pão de Açúcar carrega  65 passageiros em cada viagem, e sai a cada 20 minutos. Tanta lá como cá, a viagem é imperdível. Uma das exigências do projeto que será implantado aqui, o futuro prefeito pediu para que na fabricação do BONDINHO AÉREO fosse  reservado um espaço para os portadores de necessidades especiais para receber deficientes físicos de maneira segura e rápida.


E por fim, para quem conhece o dinamismo do  jovem maduro, Hélder Carvalho, de apenas 42 anos de idade, quando se vê ele focado no empreendimento como o BONDINHO AÉREO, lembra-nos de imediato o empreendedorismo do Industrial Delmiro Gouveia, que no começo do Século XX(1907 a 1917), com esta mesma idade de Hélder,  nas terras esturricadas de um sol causticante  no sertão alagoano implantou uma indústria de linhas e tecidos que   tinha  características revolucionárias, no campo social, com uma vila operária, assistência médica, escola e cinema.  Delmiro deixou saudades no povo, pois os trabalhadores tinham direito à creche e aprendiam a ler e a escrever à noite, depois do expediente. Teriam direito à aposentadoria mediante uma pequena contribuição voluntária que lhes garantiria uma velhice digna. Tudo isto muito antes de existir direitos trabalhistas. Será que Garanhuns está diante de um predestinado; será que Garanhuns está ganhando um Delmiro Gouveia 100 anos depois?!?!?! QUE OS ANJOS DIGAM AMÉM!!!

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

VEREADORA REVELAÇÃO DE GARANHUNS É HOMENAGEADA NO SEU DIA


Por Altamir Pinheiro

Disparada como a melhor vereadora de todos os tempos que já tomou acento na Casa Raimundo de Moraes, ANDRÉA NUNES(PTB),  honra com muita galhardia ser a sexta mulher eleita a tomar posse no legislativo de Garanhuns nos seus 140 anos de existência. Elegante, eloquente, além de apresentar um invejoso dinamismo no tocante à  sua agenda voltada para educação e os esportes ela tem se destacado, também, nas lides políticas que trava com seus pares tanto nas comissões das quais faz parte como no Plenário da Câmara. É uma voz respeitada perante seus 12 colegas que os trata com muito carinho por ela ser uma pessoa de convivência agradável, apesar de ser severa e cumpridora dos seus deveres nas tarefas ou  afazeres que a Câmara lhe atribuem como representante legítima da comunidade da COHAB II, donde é referendada como uma mãezona por todos que a cercam e a querem bem.

Tendo tomado posse em fevereiro de 2019, em razão do vereador Gersinho ter se deslocado para a Secretaria de Agricultura, porém mesmo com apenas 9 meses de atividade ou gestação parlamentar e por possuir um bom trânsito com o prefeito e seu vice, ANDRÉA NUNES(PTB), através de proveitosos e respeitosos  diálogos tem conseguido, junto a Izaías Régis,  Haroldo Vicente e as respectivas secretarias,  benefícios para sua comunidade   que se não é como ela desejaria  ou gostaria que fosse,  pelo menos é o possível que a prefeitura pode lhe oferecer. Evidentemente que há muito a fazer e a demanda de seu querido Bairro é grande, mas a vereadora reconhece que as verbas são parcas ou diminutas e o prefeito tenta atender a todos os vereadores dentro da medida dos recursos que dispõe em seu orçamento. 

Nesse curto período em que a vereadora Andréa se encontra na Câmara, já conseguiu em tão pouco tempo que a Secretaria de Obras fizesse  DOIS grandes mutirões(tem outro previsto para o final do ano) em que consistem na  capinação, remoção de entulhos e higienização das ruas com as devidas desobstruções  de galerias; através de requerimentos solicitou do Sr. Prefeito a construção de duas praças para ampliar o lazer da comunidade COHAB II, inclusive conseguiu trazer IN LOCO, o Secretário de Planejamento para averiguar os respectivos terrenos onde serão edificadas as praças solicitadas através de seus requerimentos aprovados por unanimidade; foi dada uma geral na Avenida Deolinda e ruas adjacentes no tocante aos postes com lâmpadas queimadas que foram trocadas imediatamente dando uma maior clareza aos transeuntes que  caminham em suas calçadas no popular  Bairro de Garanhuns. 

Pasmem!!! Ela não é cantora, não faz nenhum programa nas   rádios locais, não apresenta o telejornal da TV ASA BRANCA, não despertam o interesse dos paparazzi(fotógrafos), mesmo assim, em apenas nove meses como vereadora começou a surgir uma grande manifestação no mundo virtual de fã-clube da conceituada política ANDRÉA NUNES. Ela está na lista das "políticas artistas". O perfil "FÃ-CLUBE DEIA PROFESSORA” tem dezenas de milhares de  amigos em todas as redes sociais, a prova é tanta que por ser muito querida perante sua comunidade, no final do mês de agosto, ela promoveu a maior festa de rua que a COHAB II já viu nesses últimos tempos com a galera chegando junta na BALADA ESTUDANTIL, festa esta que atingiu o seu apogeu pela quantidade de gente que se fez presente no espaço da feirinha e do ponto de ônibus. Foi uma festa de arromba, onde ela demonstrou toda sua liderança e o amor que tem ao Bairro que ela representa no Poder Legislativo.

Pois bem!!! Dia primeiro(1) de outubro é data comemorativa do dia nacional do vereador. Pois não é que a galera “FÃ-CLUBE DEIA PROFESSORA” fez uma surpresa agradável  àquela que tão bem representa o anseio de uma juventude carregada de energia positiva e bons fluidos formada  por ex-alunos, alunos, atletas, professores, amigos e eleitores e, em seu gabinete, levaram um suculento bolo e surpreenderam a vereadora parabenizando-a pela sua data, comemorada pela primeira vez na sua vereança que a partir do ano de 2021, com a sua REELEIÇÃO em outubro de 2020,  irá se repetir por vários e vários anos. O carinho revelado pela entusiasmada galera que se fez presente no gabinete de trabalho da  vereadora ANDRÉA NUNES,   é uma forma bonita de demonstrar o quanto se quer bem a uma pessoa e como ela é especial para àquela  comunidade que a vereadora tão bem representa: com afeição, generosidade e respeito ao seus.








quarta-feira, 9 de outubro de 2019

HÉLDER CARVALHO A CAMINHO DO CORREDOR DO FUTURO




Por Altamir Pinheiro

Otimista, desinibido, futurista e um visionário nato, Hélder Carvalho ao chegar à prefeitura de Garanhuns tem como seu carro chefe um projeto ecológico atrelado ao turismo religioso bastante   arrojado e de grande dimensão que terá a alcunha de Avenida ou CORREDOR DO FUTURO que ligará  o Pau Pombo ao Santuário Mãe Rainha e consequentemente a Santa Quitéria das Frexeiras, a  milagrosa Santa que  obra milagres há décadas e é assim venerada por muitos devotos, necessariamente os fiéis  agrestinos e  sertanejos.  Somando-se a tudo isso vem a  revitalização de lagos perimetrais que dará origem ao espaço futuro e corredor ecológico que cumprirão   o papel de reservatórios d’água, ajudando na contenção de água das chuvas e funcionando como tanques-pulmão. Anexo, haverá   corredor exclusivo para ônibus, vans e táxis que garantirá melhor trafegabilidade e segurança para os motoqueiros de Palmeira dos Índios(AL)  aos romeiros de  pau-de-arara do Juazeiro do Norte(CE).

O projeto já está pronto e será divido em três etapas, como também está   registrado em cartório e os recursos virão dos cofres municipal, estadual e nacional e já conta com o apoio de dois deputados federais e possivelmente o Senador da REDE,  o garanhuense Randolfe Rodrigues  que auxiliarão Hélder Carvalho nas suas peregrinações  em Brasília e em suas visitas ao empresariado da Região Sudeste  que queira investir na rede hoteleira nesse mega projeto que será o seu cavalo de batalha na  sua passagem pela prefeitura de Garanhuns que começará  a partir de janeiro de  2021. Por ser um projeto audacioso e altamente moderno, o CORREDOR DO FUTURO tem em seu Plano Diretor a implantação de uma passagem alongada ecológica  integrada a uma pista de caminhada e outra exclusiva para  ciclistas.

A suntuosa obra caracterizada pela marca Avenida ou  CORREDOR DO FUTURO a partir do momento que entrar em execução vai ter como prioridade absoluta a   preservação das nascentes e arborização da área ribeirinha do  riacho Pau Pombo que corta o  empreendimento ecológico ao mesmo tempo que incentivará o turismo rural nas fazendas restaurantes nas imediações da futura avenida. Outro fator preponderante na construção dessa grandiosa obra será a oportuna   alteração do fluxo de automóveis que irá desafogar com bastante intensidade  o trânsito na região central da cidade principalmente os engarrafamento infernais da Avenida Rui Barbosa e adjacências.


Quem vive em uma cidade de porte médio  sabe a importância que é conviver perto da natureza. O turismo mais perto do campo, também conhecido como ecoturismo   tem crescido bastante nos últimos anos e, além de estreitar os laços do homem com a natureza, também é uma ótima forma de preservar o meio ambiente. O turismo ecológico, se feito de forma correta garante a preservação ambiental e permite uma convivência harmoniosa com áreas que devem ser preservadas. O CORREDOR DO FUTURO terá em seu bojo mais do que oferecer um contato próximo com o meio-ambiente irá oferecer um  turismo ecológico  que ajudará  a preservar a natureza do local através dos recursos captados com o próprio turismo. Além disso, o ecoturismo acaba gerando melhorias para a comunidade  local já que atrai turistas, o que incentiva a economia  do local e, o mais importante de tudo, conscientiza sobre a importância da preservação da natureza.

Por outro lado, o  nordestino,  de um modo geral, é muito religioso. A fé está enraizada na cultura da região desde sua formação, e mobiliza a vida das pessoas até os dias de hoje. O Nordeste dispõe de diversas opções de destinos turísticos  religiosos, que atraem não só o público regional, mas também visitantes de todos os 9 estados, e apresenta, a cada ano, números mais expressivos nesse segmento. O que dizer da peregrinação de milhares de fiéis em  Juazeiro do “Meu Padim”, São Francisco em Canindé Ceará, Memorial Frei Damião de Bozano em Recife e Mãe Rainha de Garanhuns? O turismo religioso que será implantado por Hélder  vai soerguer de uma vez por toda a nossa vocação pela chamada  indústria sem chaminé. Nesse campo específico,  o empreendedor e visionário Hélder Carvalho vai  deixar sua marca registrada nas galerias dos grandes gestores que administraram Garanhuns. QUE VENHA O CORREDOR DO FUTURO!!!




terça-feira, 8 de outubro de 2019

ELEIÇÃO DO CONSELHO TUTELAR DE GARANHUNS DEIXOU UM RASTRO DE DESTRUIÇÃO E CHEIRO DE CAMBALACHO, TRAMOIA E MARACUTAIA...




Por Altamir Pinheiro

Pipoca por tudo quanto é lado, principalmente nas REDES SOCIAIS, a esculhambação que foi a eleição para escolha dos cinco titulares e cinco suplentes  que vão compor a direção desse conselho a partir de janeiro de 2020. O FALATÓRIO É TOTAL, GERAL E IRRESTRITO!!! O interessante é  que  o  Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (COMDICA) tá mais perdido do que cego em tiroteio. Na campanha, ele posou de moralista, durão, metido a cavalo do cão, ameaçando jornalistas e o escambau a quatro  parecendo mais o rei da cocada preta,   mas já no controle da votação, apuração e no pós resultado, perdeu-se na curva do bambuzal. PENSE NO ROLO, NA CONFUSÃO, NO DISSE ME DISSE que se vê no inconformismo de grande parte da população com o resultado do pleito que deixou um cheiro de enxofre espalhado no ar sentido às  léguas de distância, PENSE!!! 

PITACO DO BLOG CHUMBO GROSSO: - Em condições normais de temperatura e com a pressão que vem sendo exercida pelas REDES SOCIAIS, o pleito de Conselheiro Tutelar 2019 deveria ser anulado. Com as informações expostas pela galera, já se tem ou levantou-se elementos suficientes para afirmação de fraude cabeluda no processo de eleição do Conselho Tutelar de Garanhuns. A tuia de  falcatruas detectadas  requer tradução simultânea, e em linguajar claro, direto e objetivo a cantiga da perua é uma só: ELEIÇÕES CANCELADAS, JÁ!!!

segunda-feira, 7 de outubro de 2019

IGREJAS DE GARANHUNS: CENÁRIOS DE “GUERRA SANTA” DOS CONSELHEIROS TUTELARES



Por Altamir Pinheiro

Cerca de meia dúzia de igrejas protestantes em Garanhuns participou da desenfreada corrida da criatura demoníaca “besta-fera”, ou quem sabe: corrida “abençoada” para eleger os seus candidatos ao Conselho Tutelar somente no interesse em ocupar um espaço estratégico na arena política sobre crianças e adolescentes, em razão disto, aconteceu essa desembestada correria. Entre os temas que mobilizaram as entidades evangélicas  insinua-se  essa conversa mole ou papo furado  por parte dos religiosos sobre  o controle da abordagem de questões de gênero e sexualidade nas escolas. Fazendo-se uma busca no “Feicibuque” constata-se candidatos que se apresentam como pastores evangélicos — a maioria de igrejas localizadas nos longínquos bairros, favelas  ou ponta de rua. Alguns citam passagens bíblicas no material de campanha e o compromisso que o eleitor tem com Deus. Durma-se com uma ladainha dessa!!!
  
Uma das engrenagens evangélicas envolvidas nas eleições para os conselhos é a Igreja Universal do Reino de Deus daquele Bispo pobretão, amigo de Bolsonaro, um tal de Macedo. No último dia  15, a igreja publicou em seu site um artigo que tinha a seguinte manchete "CONSELHO TUTELAR: É NOSSO DEVER PARTICIPAR". "Talvez nunca na história da humanidade crianças e adolescentes tenham precisado tanto de quem defenda seus direitos, que dia a dia são desrespeitados pela mídia que expõe material inapropriado, pelos maiores de idade que os agridem de alguma forma e até pelas próprias famílias que não suprem suas necessidades básicas", diz a Universal. O texto exorta os fiéis a votar em candidatos "que, acima de tudo, tenham compromisso com Deus".
  
Recentemente,  numa reportagem  apresentada pelo  jornalista da BBC NEWS, João Fellet, ele entrevistou um especialistas em direitos de crianças e adolescentes quando o profissional afirmou que,   “Conselheiros movidos pela fé ou por interesses políticos podem causar mais danos por OMISSÕES do que por AÇÕES de sua autoria. Isso porque várias de suas decisões precisam do aval do Ministério Público e da Justiça para serem concretizadas, o que limita o poder dos conselheiros. Por outro lado, caso deixem de agir em casos que avaliem contrariar suas crenças religiosas — como o de crianças vítimas de homofobia nas escolas —, eles podem perpetuar cenários de violação de direitos. Nessas situações, caso se comprove que descumpriram as funções, os conselheiros podem sofrer sanções e até perder o cargo”. Aliás, já houve um caso semelhante, aqui em Garanhuns, e o tal Conselheiro respondeu processo, mas não sei afirmar se foi punido ou absolvido.
  
E pra acabar de lascar a tampa do tabaqueiro, além da “praga” da religiosidade há também o “flagelo” da política entranhadas nos porões dos Conselhos e andando de braços dados ou lado a lado para se elegerem eternos protetores das crianças e adolescentes. O conluio e a semelhança são fatos tão gritantes que,  em vários aspectos, a campanha para conselheiro tutelar se assemelha a uma disputa por cargos legislativos. Candidatos criam páginas em redes sociais para pedir votos, divulgar atividades de campanha e exibir vídeos com apoiadores ilustres. Muitos que se elegem como conselheiros posteriormente concorrem a vereadores, e é comum que esses parlamentares municipais recompensem cabos eleitorais apoiando-os na disputa para conselheiros. As práticas não são ilegais, mas são imorais e descompromissadas com ou  no seio da  sociedade.
  
Em todo este cenário ora visto, Garanhuns não se faz de rogada nem muito menos  é diferente de outras plagas, pois a  disputa está permeada por batalhas ideológicas entre evangélicos e também católicos, além de algumas entidades progressistas e a poluição dos cerca de 20   partidos políticos em atividades no município. Aqui em Garanhuns, embora organizações religiosas tenham sempre participado dos pleitos, o fenômeno vem se intensificando nas últimas duas eleições do Conselho Tutelar,  à medida que igrejas expandem assustadoramente sua atuação política e ocupam espaços em órgãos públicos. São diversos ou inúmeros os candidatos que se apresentam como pastores, padres, beatas e fiéis que  citam passagens bíblicas nas redes sociais.
  
Em termos de Brasil e por  razão de sua esposa ser evangélica praticante e fanática declarada, o atual presidente tem um amancebo com esse povo. Aliás, o Bolsonaro não tem a mínima ideia, mas  é primordial a separação ESTADO e IGREJA. A propósito, o  que essa gente de templos religiosos, seja qual for, tem que meter o bedelho nos Conselhos Tutelares?!?!?! Sinceramente, a poluição de candidatos piedosos e temente a Deus são tantos que não está no gibi!!! Isso é um perigo, e precisa ser acompanhado com olhos de lupa esses MORALISTAS RETRÓGRADOS nos conselhos tutelares. A quem diga que  a mobilização começada na  internet nas últimas semanas, foi chamada por alguns votantes de “efeito Bolsonaro”: a polarização do país chegou até os Conselhos Tutelares, com campanhas para eleger conselheiros conservadores e fanáticos religiosos.

O blogueiro Ronaldo César da cidade de Garanhuns  foi de uma felicidade extrema ao afirmar que Conselheiro Tutelar deveria ser cargo conquistado  através de  concurso público e não em eleição e ainda por cima  foi mais além: “Acredito que deveria ser um cargo para o qual as pessoas deveriam se preparar devidamente, com formação superior em áreas como psicologia, serviço social, direito, pedagogia e outras mais”. Lucidamente, o  blogueiro foi bastante taxativo quando afirmou o seguinte: “O processo eleitoral acaba politizando a escolha, podendo até se sobrepor ao real objetivo que é a escolha de um grupo de cinco conselheiros capacitados para proteção das crianças e adolescentes”.  Concordo plenamente  em número gênero e grau com o blogueiro  Ronaldo César. Sua ideia coaduna com a minha em cheio. Acertou no alvo!!!


Prendendo-se ao caso específico de Garanhuns, o Conselho Tutelar precisa de AGENTES TÉCNICOS CONCURSADOS e não de IGREJEIROS, a prova é tanta que nos foi apresentada uma chapa composta por 20 candidatos, donde  três  são pastores, uma outra, mulher de pastor e cinco frequentam assiduamente  igrejas protestantes.  Não é à toa que no pleito de ontem, domingo(6), elegemos cinco pessoas(resultado extra-oficial ou não oficial), dentre elas apenas duas não pertencem as igrejas evangélicas. Quer dizer,  60% dos eleitos saíram dos preciosos votos de cabrestos dos protestantes.