domingo, 27 de novembro de 2016

A HISTÓRIA NÃO ABSOLVERÁ FIDEL CASTRO... NEM O INFERNO, TAMBÉM!!!




Altamir Pinheiro

Já faz bastante tempo que eu li um livro que me marcou até hoje. Até porque, ao terminar de lê-lo, nunca mais fui o mesmo no que dizia respeito a impressão que eu tinha do REGIME CUBANO que falava  que o homem cubano atingiria a igualdade. Lá sim, tinha um regime de verdade, puro e que pensava no povo!!! O tal livro chamava-se ou se chama: CONTRA TODA ESPERANÇA, DE ARMANDO VALADARES. Eu o recomendo a todos aqueles que QUISEREM E A QUEM INTERESSAR POSSA. O livro nos dar uma ideia do limite do sofrimento de um ser humano só porque não aceitava e nem bajulava o REGIME DOS CASTRO. O livro depois de lido, você fica com a certeza que, "O diabo vai ter trabalho com esse cara lá em cima".

POIS BEM!!! Armando Valladares foi acordado em sua cama à noite por soldados armados. Ele vivia com a mãe, que apavorada viu o filho ser levado à delegacia para assinar uma carta de desculpas ao regime. Seu crime: Armando trabalhava na Caixa Econômica, e não permitiu que colocassem em sua mesa um adesivo com os dizeres “SE FIDEL É COMUNISTA, PONHA MEU NOME NA LISTA". Cuba estava balançando, prestes a cair nas garras de Moscou, e Fidel estava sendo acusado de ser comunista, coisa que negava. Armando Valladares não o era, e não permitiu que colocassem o adesivo. Como se negasse a assinar o pedido de desculpas ao governo, foi processado e preso. Acabou tornando-se “O PRISIONEIRO DE FIDEL”, e ficaria preso por 22 anos!!! Armando vivenciou dezenas de fuzilamentos, viu um menino de doze anos, que estava preso, ser estuprado anos seguidos, até que se jogou do alto do presídio e acabou com o sofrimento.

Pouco antes de sair da cadeia, Armando foi jogado numa cela que não tinha teto, apenas uma grade de ferro onde guardas vigiavam-no dia e noite por ordem de Fidel. Teve os braços quebrados, e por seis meses os guardas urinaram e defecaram sobre ele sem piedade nenhuma. Incapaz de pegar com as mãos a marmita imunda que lhe era atirada por um buraco na porta, Armando comeu como um cão, apenas com a boca, sem tocar no prato, por seis meses!!!

Casou-se através das grades, e sua esposa sabe-se lá como conseguiu entrar em contato com um grupo de Direitos Humanos da Suécia, e esse grupo conseguiu entrar em contato com o presidente Miterrand – amigo de Fidel -, que finalmente conseguiu demover o ditador sanguinário de seu intento de acabar com a vida de Armando.

O LIVRO É ARREPIANTE. Desde o término daquela leitura que eu revi meus conceitos sobre a revolução cubana. Um dia saberemos um pouco do que fez esse assassino. Quem sabe, isso venha a mudar as mentes desses jornalistas petralhas safados… – a imensa maioria – e eles passem a dar valor a quem presta. COMUNISMO, NUNCA!!! XÔ FIDEL!!! XÔ CARNIÇA!!!




Nenhum comentário:

Postar um comentário