terça-feira, 17 de janeiro de 2017

CHEFE DO “EXÉRCITO” DE LULA FOI PRESO. SÓ ESTÁ FALTANDO MESMO O “GENERAL”. O PRÓPRIO SEBOSO DE CAETÉS...


O Deputado Alberto Fraga botou pra lascar no que diz respeito à prisão" do marginal petralha GUILERME BOULOS. Eis o que falou o deputado federal: “Já tinha passado da hora dessa prisão. Esse cara tem que entender que ele não pode fazer o que quer, invadir terra, promover baderna, bagunça. De sem-terra, essa gente não tem nada. São marginais. Todos sabemos que por trás há um esquemão. O Estado já tinha que ter tomado uma providência dessa (a prisão) há muito tempo.".
Já os PM’s bombardearam o invasor safado filho de papai: "BOULOS ESTÁ COLOCANDO EM RISCO A VIDA DE PESSOAS".
O major Rogério Calderari, à frente da ação que prendeu Guilherme Boulos, disse aos jornalistas: "Ele tem um nível sociocultural muito melhor que as pessoas que estavam ali. E ele usa seu nível sociocultural para ganhar pessoas, incentivá-las a arremessar coisas contra a polícia e morteiros. Morteiro é uma coisa grave. Já morreu gente com isso. Ele está colocando em risco a vida de pessoas." O major acrescentou que a PM foi recebida com pedradas. "Feriram a perna de um dos nossos policias que estava de escudo balístico."
Pois, pois... 13 anos de PUTÊ e não resolveram o problema dos sem tetos!!! ou seja, esses que fazem parte do movimento são apenas asnos usados pela esquerda imunda. Alguns destes nem precisam de casa, estão ali para ganhar algum proveito ou alguma mortadela. A putada esquerdopata petralha  não respeita a propriedade privada, querem apenas tumultuar!!! ENTÃO, PAU NELES!!! Agora a pergunta que não quer calar: Por que o governo do BANDO DE BANDIDOS BARBUDOS não usou o 1 bilhão mandado para o Porto de Mariel  em Cuba para acertar a vida destes sem tetos com casas populares, afinal a esquerda decadente diz que ela é sempre "TUDO PELO SOCIAL", antes do lucro capitalista!!! NA VERDADE, ESSE PILANTRA DO  GUILHERME BOULOS É COMO RENAN CALHEIROS: ACHA QUE ORDEM JUDICIAL PODE SER DESRESPEITADA.





Nenhum comentário:

Postar um comentário