quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

DILMA E LULA TENTARAM TRAPACEAR A JUSTIÇA PARA QUE MARCELO ODEBRECHT FOSSE SOLTO






CONFORME AFIRMAÇÃO DO JORNALISTA CARLOS NEWTON, A ARMAÇÃO OCORREU ASSIM: DILMA NOMEOU NAVARRO DANTAS E A DEFESA IMEDIATAMENTE ENTROU COM RECURSO PARA LIBERTAR MARCELO ODEBRECHT, FATO QUE POSSIBILITARIA SOLTAR TODOS OS EMPREITEIROS E OUTROS PRESOS DA LAVA JATO. O REGULAMENTO DO STJ MANDA QUE O PRIMEIRO PROCESSO QUE CHEGAR TEM DE SER RELATADO PELO MINISTRO RECÉM-EMPOSSADO. E NAVARRO DANTAS REALMENTE DEU O VOTO FAVORÁVEL À SOLTURA, MAS A MANOBRA VAZOU E TODOS OS DEMAIS MINISTROS DA TURMA DO STJ VOTARAM CONTRA O PARECER DELE, MANTENDO O EMPREITEIRO NA CADEIA. FOI UM VEXAME!!!


A Polícia Federal (PF) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a prorrogação do prazo do inquérito que investiga a ex-presidenta Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por suposta obstrução das investigações da operação Lava Jato.
No mesmo processo, são investigados os ex-ministros José Eduardo Cardozo e Aloizio Mercadante; o ex-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Francisco Falcão; o ministro do STJ Marcelo Navarro Ribeiro Dantas; e o ex-senador Delcídio do Amaral.
A investigação foi aberta pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, em agosto do ano passado, após pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.
NOMEAÇÃO NO STJ – O pedido do procurador foi baseado na delação premiada feita pelo então senador Delcídio do Amaral. Em uma das oitivas, o senador acusou a presidenta afastada Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula de terem interesse em nomear, no ano passado, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Marcelo Navarro Ribeiro Dantas com o objetivo de barrar as investigações da operação Lava Jato e libertar empreiteiros presos.

Segundo Delcídio, a suposta tentativa contou com o apoio de José Eduardo Cardozo, que à época ocupava o cargo de ministro da Justiça, responsável por indicar informalmente à Presidência da República nomes de possíveis candidatos, e do ex-ministro Aloizio Mercadante.
Desde a abertura das investigações, a ex-presidenta Dilma afirma que a abertura do inquérito é importante para elucidar os fatos e esclarecer que em nenhum momento houve obstrução da Justiça. A defesa de Lula sustenta que o ex-presidente jamais interferiu nas investigações da Lava Jato. Mercadante também nega que tenha obstruído as investigações. Fonte: Agência Brasil. – A manchete não faz parte do texto original -












Nenhum comentário:

Postar um comentário