ESCOLA PROFISSIONALIZANTE SANTA BÁRBARA: EM ARAPIRACA e ARACAJU VIROU FACULDADE"""

ESCOLA PROFISSIONALIZANTE SANTA BÁRBARA: EM  ARAPIRACA e ARACAJU VIROU FACULDADE"""

sábado, 20 de dezembro de 2014

SÁBADO DE CARNAVAL É DIA DE APRECIAR MULHER NUA, DE MUITA VADIAGEM E FICAR COM A CARA ENCHARCADA DE CACHAÇA...


 
Eu, desde a adolescência comecei a me interessar por revistas de sexo e via sempre fotos e contos envolvendo cenas de sexo a três, o que chamam de MÉNAGE A TROIS. Batia meio mundo de  punheta escondido sempre imaginando-me, um dia, poder fazer tudo igualzinho. O tempo foi passando e eu cresci, namorei normalmente até encontrar a menina da minha vida. Começamos o namoro e logo descobrimos que o tesão era incontrolável entre nós, nossos amassos cheios de muita pegação e beijos ardentes. Tudo sempre foi uma verdadeira alucinação entre nós e o tempo foi passando, até que nossas carícias aumentaram, começamos a fazer sexo oral um no outro mas sem penetração, pois a virgindade ela preservava e eu respeitava. Era muito bom ficar nu com ela e gozar freneticamente na beirada daquela bucetinha linda e morena. Noivamos e nossa vida sexual continuou uma chama acesa de tanto fogo que não havia como controlar. VEIO ENTÃO O DIA EM QUE CONSUMAMOS NOSSA PRIMEIRA TREPADA, EMBORA INEXPERIENTES NA PENETRAÇÃO, JÁ ÉRAMOS MESTRES NA ARTE DE GOZAR JUNTOS SÓ NO RALA E ROLA. NOS CASAMOS E CONTINUAMOS EM PERFEITA HARMONIA, NOSSO QUARTO UM CANTEIRO DE SEXO, QUE NOS ANUNCIAVA O MOMENTO DO INÍCIO DE UMA BOA TRANSA E SE ESQUECIA DE AVISAR A HORA QUE DEVERÍAMOS PARAR. TREPÁVAMOS, PELA MANHÃ QUANDO ACORDÁVAMOS, A TARDE E A NOITE ANTES DE DORMIR. Nunca percebi nada de estranho no comportamento dela, mas eu alimentava o desejo de colocar outro cara para participar das nossas trepadas, fomentando aquela fantasia da adolescência. Ela sempre relutava e não gostava da idéia e eu me contentava apenas com o sonho de poder um dia realizar aquela tara maluca. Passados alguns anos, tive que trabalhar fora e percebi que o comportamento da minha bela menina já não era aquele de outrora, imaginei que algo poderia estar errado E A CADA TREPADA EU PROCURAVA INSINUAR CADA VEZ MAIS O DESEJO DE VÊ-LA DANDO AQUELA GOSTOSA BUCETA A OUTRO CARA, DESDE QUE NÃO FOSSE ALGUÉM CONHECIDO, MAS MESMO ASSIM ELA NÃO ESQUENTAVA COMO ANTES, AS TREPADAS ERAM FRIAS E O GOZO MENOS FREQUENTE, ENTÃO RESOLVI INSTALAR EM NOSSO COMPUTAR O FAMOSO UM PROGRAMA DE GRAVAÇÃO DE CONVERSAS. Preparei tudo com muito medo, pois ela é a mulher da minha vida e eu sempre fui muito respeitoso com a privacidade dela, mas resolvi correr o risco num verdadeiro dilema: ou eu encontrava o que ela estava aprontando ou iria ficar com a consciência pesada o resto da minha vida. Uma traição sem precedentes. Deixei tudo pronto, a armadilha no gatilho e viajei, passei longos 15 dias fora de casa e uma ansiedade recheada de dúvidas sobre qual posição eu deveria adotar caso o que eu imaginasse fosse verdade. Chegou o dia da minha volta pra casa e ao chegar dirigi-me logo ao computador. Foi então que logo de cara vi o e-mail de um rapaz que eu já havia desconfiado que algo poderia ter acontecido entre eles. Fui direto em cima e comecei a ler. Um susto! o texto revelava o que eu jamais poderia imaginar. A seguir, para melhor explicar o que li, reescrevo alguns trechos da conversa:

Ele: como você está agora?!?!?!

Ela: Tô de baby Dool!!!

Ele: hum! pode Ligar a cam?

Ela: só um pouquinho!

Ele: Hum delícia! Como você é gostosa!

Ela: rsssss! poderíamos ir em algum lugar bem escondidinho qualquer dia o que você sugere?

Ele: Motel!

Ela: como você é direto hein!

E A CONVERSA FLUI ENTRE PERGUNTAS E RESPOSTAS PICANTES E EXIBIÇÕES NA CAM QUANDO ELA PERGUNTA: COMO VOCÊ ESTÁ?!?!?!

Ele responde:daquele jeito

Ela: aceita a cam

Ele: não tá funcionando

Ela: eu tô molhadinha você acredita?

Ele: vamos matar nossas carências agora?

ENTÃO A DECISÃO!

Ele: posso lhe encontrar agora?

Ela: Aqui não! Vamos no meu ou no seu carro?

Ele: Tô sem carro.

Ela: O meu é suspeito mas vamos.

Ele: você me pega aqui perto de casa?

Ela: sim! fique bem cheiroso.

UMA PAUSA...

Ele: O que foi, desistiu?

Ela: Tava escovando os dentes

Ele: Posso esperar?

Ela: Tô indo.




Era tudo o que eu não queria saber, mas numa mistura de sentimentos, comecei a vislumbrar a oportunidade de não perder a menina da minha vida, minhas conclusões eram uma mistura de revolta e tesão que só me deixavam atordoado. Logo, tive que viajar para trabalhar, fiquei mais 15 dias longe de casa, e nossa vida uma verdadeira batalha de telefonemas malucos onde em determinados instantes fazíamos juras de amor e fidelidade dali pra frente e em outros cada um cobrava o passado obscuro do outro e as brigas acirradas em e-mails e telefonemas, culminaram em uma reviravolta na nossa vida onde decidimos passar tudo a limpo. Durante a viagem de volta, eu enlouquecido de tesão, liguei para ela e em poucas palavras disse
 
 
SE PREPARE! E ELA RESPONDEU PRA QUE?!?!?! EU FIRME E DECIDIDO: A MINHA FANTASIA SE REALIZARÁ HOJE. TÁ PRONTA? ELA SORRIU E EM TOM DE DÚVIDA DISSE: VAMOS VER!!! Longas horas se passaram até eu chegar em casa no dia aprazado. Nos abraçamos com beijos ardentes, parecidos com aqueles do inicio do namoro, tomei banho e  tracei um lanche rápido. FUI PARA O COMPUTADOR E  TRANQUEI A PORTA DO QUARTO E ENTREI NUMA SALA DE BATE-PAPO NO MOTEL QUE FICA NA SAÍDA DE GARANHUNS  QUEM VAI PARA CAETÉS, ENQUANTO ELA TOMAVA BANHO. Lá encontrei vários rapazes que logo adicionaram nosso msn e começamos nossa caça, foi quando um boy jovem e moreno, abriu a cam e mostrou sem inibição seu rosto. Percebi que ela logo se interessou por ele cujo nome era  "TICO FANHOSO". Se mostrou educado e paciente; conversou com ela teclando no PC e eu assistindo a tudo muito excitado, então já quase que tomados pela ansiedade de realizarmos juntos nossa fantasia, já que "TICO FANHOSO" nos transmitiu a segurança necessária, pedimos o telefone dele que atendeu ainda com a cam ligada e combinamos nos encontrar ainda naquela noite, LÁ DE FRENTE AO ANTIGO CINE VENEZA. Eram 22:00hs, nós já estávamos devidamente higienizados e perfumados e sugerimos prá ele um bom banho e ela numa das suas predileções pediu que ele ficasse bem perfumado e marcamos o local onde iríamos encontrá-lo. Saímos de casa e no caminho lembro que ela olhou prá mim e disse: é isso mesmo que você quer? respondi afirmativamente balançando a cabeça sem tirar a concentração do volante, já que eu estava totalmente dominado pelo tesão de saber que em poucos minutos eu iria realizar a fantasia que sempre sonhei. Chegamos no sinal do CINE VENEZA e "TICO FANHOSO" não estava lá, ligamos e o telefone dele só chamava. Por alguns instantes imaginei que ele não iria e quando nos preparávamos para voltar o meu telefone tocou e era ele dizendo que estava na Rui Barbosa, ali perto, que a gente aguardasse e logo apareceu. Sem muitas apresentações nos dirigimos até o motel lá da saída de Garanhuns para Caetés. Ao chegar, logo que entramos no quarto, ela ficou meio que nervosa, andando de um lado pra outro sem controle da situação, "TICO FANHOSO" a seguia pacientemente com sorriso de surpresa, mas com um ar de certeza do domínio sobre aquela bela felina enlouquecida. Segurava-a pela mãos mas ela se desvencilhava dele e se voltava pra mim até que pediu uma cerveja que atendi prontamente, abri a lata e ela tomou goles vorazmente, sorria e me beijava, até que "TICO FANHOSO" chegou por trás e a abraçou num sanduíche de mulher. Eu a estimulei a virar-se para ele e ela obediente virou-se a começou um longo beijo com "TICO FANHOSO", que foi com muito jeito, tocando por todo seu corpo ainda vestido, em carícias muito bem executadas sobre pontos estratégicos da pele descoberta pelas roupas, braços, pescoço, e bunda, já que ela estava de mini-saia jeans. Senti que o momento havia chegado e comecei a fotografar. Eles abraçados em beijos absolutamente envolto e provocadores faziam um belo espetáculo para um único espectador: EU, O MARIDO DAQUELA BELA MENINA. Ele muito mais experiente e acostumado com a situação, começou a se despir pela camisa de manga longa de algodão, ela, já menos inquieta o ajudou e juntos eles me olhavam com um caras safadas enquanto eu os fotografava repetidamente, quando ela começou a acariciá-lo no peito cabeludo e foi deslizando as mãos até cintura onde começou a abrir o único botão do short preto  que ele usava e puxando para lados contrários as partes se abriram naquele barulho típico do fecho velcro creeeeec!. Pronto logo o short desceu pelas pernas dele que o tirou pisando sobre o mesmo com os pés naquela característica óbvia de quem não quer se abaixar. Ficou de cueca branca abraçando aquela linda morena ainda totalmente vestida e absolutamente entregue aos seus braços, os beijos deliciosos e provocantes não cessavam,então tomei a iniciativa, abracei minha fêmea por trás e tratei de tirá-la as vestes; deixei-a apenas com uma calcinha preta. Ela então foi se abaixando devagar até chegar ao pau de "TICO FANHOSO", começou a acariciar aquela ferramenta como um brinquedo desconhecido, examinava com atenção a cabeça avermelhada daquele instrumento mais escuro do que a pele e o abocanhou com maestria, lambia da cabeça aos ovos depilados onde provocava nele, contrações de puro tesão. Ao mesmo tempo olhou para mim que me masturbava do lado e me puxou pela mão e começou a chupar também o meu cacete em riste. Nos juntou bem próximo e tentou abocanhar aqueles dois membros eretos e latejantes em sua boca, numa situação onde ela era a principal atriz do filme real e registrado pela minha câmera. Terminada as preliminares, ela se deitou já completamente nua e ele como um garanhão querendo sua fêmea no cio logo foi prá cima dela, um instante em que registrei não só na foto, mas também no pensamento. Deitou-se mansamente sobre ela e começou um amasso impressionante com gemidos em baixo tom, mas audíveis o suficiente para que pudesse entender o quanto estavam excitados. Eu, pressentindo que já não suportavam mais sustentar a situação peguei uma camisinha e a entreguei na mão esquerda de "E" onde  no braço havia uma tatuagem com uma homenagem significativa. ELE A COLOCOU COMO O MENINO OBEDIENTE E LOGO FOI SE ENCAMINHANDO PARA PENETRAR AQUELA BUCETINHA MORENA E FUMEGANTE DE TESÃO POR ONDE ESCORRIA UM POUCO DE LÍQUIDO VISCOSO E BRILHANTE QUE A LUBRIFICAVA, PREPARANDO-SE PARA SER PREENCHIDA. FIQUEI ABSOLUTAMENTE ATENTO A ESSE INSTANTE E VI QUANDO AQUELE DESCONHECIDO COMEÇOU A ENFIAR A VARA NA BUCETA DA MINHA QUERIDA. FOI A CENA QUE EU MAIS DESEJEI VER NO ÂMBITO SEXUAL EM TODA A MINHA VIDA. REGISTREI COM FOTOS E ENTREI NAQUELA FESTINHA PARTICULAR. COLOCANDO MEU PAU NA BOCA DELA. E CHEGUEI A VÁRIOS ORGASMOS ENTRE PENETRAÇÕES E CHUPADAS FRENÉTICAS QUE ELA DAVA. Ele firme e tranquilo aguardava com paciência o momento só pra eles. Então ela se voltou pra ele e sentou por cima, começaram movimentos contínuos e ininterruptos durante alguns minutos quando eu percebi que ela já não conseguia mais segurar o tesão que lhe consumia, mudei a posição da cam para o modo filmagem e comecei a gravar. Ela explodiu num gozo alucinante com gemidos baixos e demorados: ai, aaaaaiii, vou gozar!!! vou goooozaaaaarr!!! han han e gozou de forma intensa, relaxou um pouco sobre o peito de "E" e continuou com os beijos mais amenos nele, se levantou ficou de quatro e pediu a "E" para penetrá-la naquela posição, ele sempre obediente atendeu ao pedido dela e começou o vai-e-vem, o vuco-vuco e o entra-e-sai, impressionante com estocadas violentas que faziam barulhos da saco dele batendo na bundinha linda dela, e absolutamente concentrado, observa a entrada e saída do seu pau dentro daquela bucetinha entregue ao seu bel prazer. EU ATENTO PERCEBI O MOMENTO EM QUE SUAS PERNAS COMEÇARAM E SE CONTRAIR COM MOVIMENTOS INVOLUNTÁRIOS, QUE PERCORRIAM TODO O SEU CORPO, ERA O MOMENTO DA GOZADA DELE, QUE FECHOU OS OLHOS COM SE ESTIVESSE SAINDO DE SI VIROU A CABEÇA PARA O TETO E OS ABRIU COMO SE TIVESSE ACORDANDO DE UM SONHO, OLHOU PARA BAIXO ONDE ESTAVA SEU PAU ENTERRADO TODINHO NAQUELA BUCETINHA AINDA LATEJANDO DE TANTO GOZO E FOI RETIRANDO DEVAGAR, SE CONTRAINDO A CADA MOVIMENTO DE RETIRADA. QUANDO SAIU TUDO, ELE DE FORMA AGRADECIDA, MAS SEM PALAVRAS PARA EXPLICAR O MOMENTO EXCLAMOU APENAS: ÊITA!!! E SORRIU OLHANDO PRA MIM... Ela se levantou e nos abraçou revezou os beijos entre mim e "E", tomamos um banho rápido e calados saímos do nosso ninho de puro sexo. Deixamos "E" nas proximidades da sua casa e voltamos para nosso canto felizes e realizados... Essa história é absolutamente verdadeira e aconteceu comigo e minha esposa. A continuação dessa e outras aventuras que porventura venham acontecer conosco, farei questão de dividir com vocês. Sim!!! um detalhe importante, dia 11/12, fizemos questão de citar no texto é a data do nosso casamento e só depois de tudo percebemos a grande coincidência. Nos casamos de novo!!! Agora livres da traição!!! Desde esse dia, descobri uma coisa maravilhosa: QUE LEGAL GENTE  É  SER CORNO AO VIVO!!!
 
 
 
 




















 


 

 

 

 

 

 

 

 


Olá, meu povão de Garanhuns, leitores do Blog Chumbo Grosso desse barbudão escroto,  venho aqui relatar  uma história real vivida por mim. Sou casado e a esposa e eu somos totalmente  liberais e banda voou. Minha mulher é uma morena tesuda de 1,83  seios fartos, bumbum  torneado,  pernas grossas e roliças.  Dona de um BUCETÃO que se botar na balança pesa uns oito quilos. E pasmem,  tem apenas 28 aninhos. O marmanjão que ora vos fala é um cinqüentão enxuto, PHODEDOR e corpo de halterofilista.  Somos um casal simples como ainda não temos filhos aproveitamos muito em relação a vadiar no  sexo. Somos adeptos do swing, ménage à trois e todo tipo de putaria. minha madame é buceteira pura adora uma lamber xoxota. Pare se ter uma idéia,  Tivemos alguns problemas financeiros e precisamos vender nossa casa(gastamos tudo nos motéis e inferninhos da vida). Daí, tamos aqui,   pagando aluguel de um  quartinho de  uma casa de fundo. Na mesma rua, logo  na casa da frente morava um casal formado por  uma loira linda de 1,80 seios grandes bunda grande tinha 25 anos, seu marido era mais velho tinha 40 e  ele era motorista de uma empresa de transporte e as vezes ficava de 20 a 30 dias longe de casa fazendo entregas, e logo de cara ela fez amizade com a minha esposa. a loira aqui vou chamar de SARARÁ TREPADEIRA. Era muito simpática, divertida e alegre à bessa, como eu trabalho durante a noite algumas vezes enquanto o marido da Ana estava viajando elas dormiam juntas nesses dias. Por eu ser um safado de berço Comecei a fantasiar  transando com as duas e falei pra minha esposa fazer um convite a galegona sarará,  mas ela disse que achava difícil pois ela não dava entrada para esses tipos de assunto aí então eu dei uma idéia no ouvido de minha mulher: NÃO SEI O QUE LÁ, NÃO SEI O QUE LÁ, NÃO SEI O QUE LÁ; NÃO SEI O QUE LÁ, NÃO SEI O QUE LÁ, NÃO SEI O QUE LÁ!!! Não é que colou?!?!?! Na verdade, a sugesta era para minha esposa comprar um vinho e depois de alguns goles colocar uns filmes eróticos pra galega e pegando gosto e aí o clima esquentar. NA MOSCA, LEITORES DO CHUMBO!!! Parecia que estava adivinhando. Comprei o vinho e fui trabalhar deixei os melhores filmes no jeito pra minha esposa colocar só os que tinham mulher com mulher. No outro dia quando cheguei em casa minha esposa estava com um sorriso que eu já conhecia então perguntei rolou? GOZOU MUITO!!!  Com um sorriso sacana ela disse que sim e ainda falou que,   na próxima, a bola da vez era o papaizinho aqui  qeu iria participar pois o marido dela não a comia há mais de 40 dias e ela não estava aguentando mais. Então combinei com a minha esposa que eu iria trabalhar e voltava bem mais cedo para pegar as duas no ato. Na hora combinada voltei pra casa entrei nas pontinhas dos pés,  bem devagar e consegui chegar perto da janela, quando  olhei, vi aquela loira linda deitada toda nua gemendo e minha esposa sugando sua xoxota, fiquei olhando por um instante e entrei. A loira se assustou e quis sair correndo. MINHA ESPOSA A SEGUROU E DISSE QUE ESTAVA TUDO BEM QUE EU SABIA DE TUDO QUE ELA PODIA RELAXAR E AOS POUCOS ELA FOI SE ACALMANDO, MINHA MULHER COMEÇOU A BEIJÁ-LA NA BOCA  E FOI DESCENDO PELOS SEIOS EU FUI CHEGANDO PERTO DELA TIREI MINHA CALÇA E ELA VEIO TIRANDO TAMBÉM MINHA CUECA  E COM AQUELA  BOCONA DE GULOSA E CARENTE DE PICA  ENGOLIU TODO MEU CACETE. POR ESTAR   FAMINTA DE VARA NO RABO ENGOLIA TUDO ATÉ ENGASGASE, MINHA ESPOSA VEIO JUNTO COM ELA CHUPAR MEU CACETE ELAS SE BEIJAVAM E ME CHUPAVA AO MESMO TEMPO. MINHA ESPOSA DEIXOU A ANA E FOMOS NOS DOIS CHUPAR SUA BUCETINHA (UMA DAS BUCETAS MAIS LINDAS QUE EU JA VI LISINHA BRANQUINHA. LINDA, LINDA!!!). ENQUANTO EU CHUPAVA A BUCETA DE ANA MINHA ESPOSA CHUPAVA SEUS PEITOS AS PERNAS EM MINUTOS ANA ESTAVA GOZANDO E URRANDO FEITO UMA LEOA NO CIO. DEPOIS,  ANA FICOU DE 4 E ME DISSE QUE PRECISAVA SER PHUDIDA. ENTÃO FUI METENDO BEM DEVAGARINHO ATE ENTRAR TUDO QUE TINHA DIREITO, LOGO APÓS,  MINHA ESPOSA SE DEITOU E FICOU CHUPANDO O GRELINHO DA ANA ENQUANTO EU FAZIA O VUCO-VUCO E O CHAP-CHAP. EU METIA COM TODA FORÇA COM TODA VONTADE PUXANDO-LHE  OS CABELOS,  DANDO  TAPAS NA BUNDA  CHAMANDO-A  DE PUTA E ELA URRANDO FEITO UMA LOBA NO CIO. A ZOADA QUE A LOIRA FAZIA ERA TANTA QUE PARECIA MAIS A ORQUESTRA SINFÔNICA DE BERLIM EM CONCERTO. DAÍ, EU GRITAVA QUE ELA ERA UMA VADIA MUITO TESUDA, ELA IA AO DELÍRIO E GOZOU POR VARIAS VEZES, DEPOIS EU DEITEI E ELA VEIO PRA CIMA CAVALGAR COM VONTADE EM CIMA DE MINHA PICA.  SUA BUCETA ESTAVA TOTALMENTE  INUNDADA DE TÃO MOLHADA QUE ESTAVA NUNCA TINHA VISTO UMA MULHER TÃO MOLHADA COMO ELA, TRANSAMOS A NOITE TODA DE TODAS AS POSIÇÕES POSSÍVEIS E ELA CONTINUAVA INSACIÁVEL E QUERENDO MAIS. TENTEI COMER SEU CUZINHO MAIS NÃO CONSEGUI ERA MUITO APERTADO ENTÃO EU FECHEI A NOITE COM CHAVE DE OURO COM UMA GOZADA NOS PEITOS DA ANA PARA DEPOIS MINHA ESPOSA DEIXAR ELES LIMPINHOS.... Só sei, que nessa vadiagem, repetimos durante quase um ano até que o marido dela conseguiu comprar uma casa em outra cidade e eles se mudaram, e nunca mais tivemos notícia da galegona fogosa e insaciável, voraz e gulosa por PIMBÃO BEM GRANDÃO!!!

 
 

Olá, leitores do CHUMBO!!! eu sou de Jucati, de uma mundiça de 6 irmãs. Consideram-me   a ovelha negra da família por ser liberta(minhas irmãs tratam-me de pervertida, vadia ou mulher objeto), Meu nome é Taninha arrebitada, tenho 23 anos e quando estou viçando sou pior do que uma cachorra no CIO: dou pra quem quiser ou chegar primeiro. Sou capaz de enfiar uma estaca ou cabo de vassoura se não chegar ninguém logo para me saciar. Adoro boas parceiras(isso mesmo, mulher!!!). TENHO PAVOR A HOMEM!!! Resta saber se a dondoca que está comigo me agüenta ou tem competência para apagar meu fogo para eu baixar o facho.  Pois bem, vamos ao que interessa e tudo isso começou num acampamento de carnaval  passado, donde meus amigos resolveram acampar numa chácara na beira da pista, pertinho de Jupi e acabaram me chamando. NÃO GOSTEI MUITO DA IDÉIA(GOSTO É DE METER COM MULHER), POIS NÃO GOSTO MUITO DESSAS COISAS, MAS É SEMPRE BOM ESTAR COM AS AMIGAS. ENTÃO ME DEIXEI LEVAR PELA FARRA, PELA BAGUNÇA E ACEITEI IR. Organizamos tudo, compramos algumas barracas e colchões, chamei minhas melhores amigas, NENHUM AMIGO e fomos. Chegamos ao local já era umas 16:30 horas, montamos as barracas pois logo já viria  à noite, e o calor era de matar. Como eu estava sem COMPANHEIRA e minhas amigas estavam de namorados, fiquei sozinha em minha barraca. Logo depois que nos reunimos percebi que havia uma garota diferente em nosso grupo e fui conversar com ela, era prima do Fábio (uma amiga minha de uns 2 anos que mora lá na Boa vista em Garanhuns, mas eu não a conhecia). Seu nome era Penélope, tinha 19 anos, branquinha, dos cabelos pretos. Mais tarde, fomos nos arrumar para ir para desfilar no bloco Lá em Lajedo que tinha o nome de: EU ADORO PERERECA!!! Festamos e bebemos bastante, e durante a festa acabei ficando com uma garota na qual não conhecia coisa de festa. Não lembro o nome dela. Aliás, eu só gosto de decorar é o  tamanho e a profundidade da buceta de minhas parceiras).. Mas, era loira como eu, mais ou menos da minha altura, seios empinadinhos, uma bunda certinha e bem gostosa, com uma calça jeans apertada dividindo a bucetinha. Então nos distanciamos do movimento e fiquei com ela no meio do mato, COMECEI A CHUPÁ-LA TODA, DESABOTOEI SUA BLUSA E COMECEI A CHUPAR AQUELES LINDOS SEIOS, QUE ESTAVAM BEM PRA FRENTE, DEI UMAS MORDIDAS NOS BIQUINHOS QUE ESTAVAM BEM DURINHOS, ENQUANTO ISSO ELA JÁ HAVIA COLOCADO A MÃO DENTRO DA MINHA CALÇA E PEGAVA BEM FORTE EM MINHA BUNDINHA. NÃO AGÜENTEI POIS ESTAVA COM MUITA CURIOSIDADE DE SABER COMO ERA AQUELA BUCETINHA QUE ME PARECIA TÃO GOSTOSA. FUI TIRANDO SUA CALÇA E PARA MINHA SURPRESA E ALEGRIA ELA ESTAVA SEM CALCINHA. SUA BUCETINHA ERA LISINHA, JÁ ESTAVA TODA MOLHADA, E HAVIA TAMBÉM UMA PINTINHA QUE ME DEIXOU COM MAIS TESÃO AINDA. CHUPEI ELA TODA BEM GOSTOSO, E ELA SOUBE RETRIBUIR E GOZOU BASTANTE EM MINHA BOCA, ENQUANTO EU ME DELICIAVA DAQUELA LINDA BUCETINHA MELADINHA E MUITO GOSTOSA. Depois de gozarmos bastante resolvemos voltar para a festa. Voltando a festa encontrei Penélope, que me pediu abrigo, pois Fábio iria levar uma garota para dormir com ele e ela não queria atrapalhar. Então fomos embora, Penélope pegou suas coisas e veio para minha barraca. Ela estava bem gostosa, com um shortinho branco transparente que dava para ver perfeitamente sua calcinha bem pequena e vermelha, estava também com uma blusinha cinza e sem sutiã, pois dava para ver seus biquinhos bem gostosos. Ficamos conversando um pouco e ela me falou que havia me visto ficando com a Bruna, que ficou ali observando tudo num canto escuro. Fiquei muito sem graça porque não havia contado para ela que fico com meninas. Então ela virou para mim e perguntou se eu a deixava fazer tudo aquilo comigo, disse que sempre teve vontade mais nunca uma oportunidade. Como bebemos bastante naquele momento fiquei com muita vontade de fazer xixi e a chamei para ir comigo. Escolhi um cantinho longe do acampamento e pedi para ela tirar minha roupa já que ela tinha bastante vontade. Quando estava acabando de fazer meu xixi e estava enrolando o papel higiênico senti algo quente em minha bucetinha. ERA PENÉLOPE COM SUA LÍNGUA GOSTOSA PASSANDO EM MINHA XOXOTINHA, ELA NÃO AGÜENTOU E LIMPOU ALI MESMO COM SUA BOCA DE VELUDO ME CHUPANDO TODA. NÃO TINHA MUITA EXPERIÊNCIA MAIS TINHA O BASTANTE PARA ME DEIXAR ARREPIADA E BEM MOLHADA. AOS POUCOS ELA FOI COLOCANDO SUA LÍNGUA DENTRO DA MINHA RACHADINHA QUE ESTAVA BEM ÚMIDA, COM BASTANTE TESÃO E LOUCA PARA LAMBUZAR AQUELA LINDA BOCA DE PENÉLOPE. PEDI PARA QUE ELA CHUPASSE MEU CUZINHO E BEM DEVAGAR COLOCASSE UM DEDINHO ENQUANTO CHUPASSE MINHA BUCETINHA. QUANDO SENTI SUA LÍNGUA EM MEU RABINHO JÁ ESTAVA LOUCA E QUANDO SENTI AQUELE DEDINHO DENTRO DE MIM NÃO AGÜENTEI E GOZEI. NÃO CONTIVE MINHA VONTADE, FUI TIRANDO SEU SHORTINHO E SUA CALCINHA QUE JÁ ESTAVA BEM ENSOPADA E QUANDO VI AQUELA BUCETINHA RAPADINHA QUE CHEGA ESTAVA AZULZINHA, AÍ É QUE FIQUEI LOUCA. ERA BEM CARNUDA, BRANQUINHA, COM UM TUFINHO DE PÊLOS PRETOS MUITO BEM APARADOS NA PARTE DE CIMA. PELO QUE  REPAREI JÁ HAVIA GOZADO ENQUANTO ME CHUPAVA ENTÃO SERIA FÁCIL  FAZÊ-LA GOZAR NOVAMENTE E ME DELICIAR DO SEU MELZINHO. ENTÃO CAI DE BOCA NAQUELA XOXOTINHA GORDINHA E MOLHADINHA E FUI CHUPANDO BEM GOSTOSO, SUBI AOS POUCOS PELA SUA BARRIGUINHA BEIJANDO ELA TODA, COMECEI ENTÃO A CHUPAR SEUS SEIOS QUE ESTAVAM BEM DUROS, APROVEITEI E DEI UMAS MORDIDAS NAQUELES BIQUINHOS E CHUPEI SEU UBRE COM BASTANTE VONTADE. A CADA CHUPADA E MORDIDA ELA SOLTAVA UM GEMIDO MUITO GOSTOSO EM MEU OUVIDO ME FAZENDO DELIRAR, INDO AO OUTRO MUNDO DE TANTO GOZO. MORDI AQUELA LINDA PRIQUITINHA E CHUPEI SEM DÓ, PASSANDO MINHA LÍNGUA NAQUELE GRILINHO BEM GOSTOSO E QUANDO FIZ ISSO SENTI ALGO QUENTE DESCER PELA MINHA BOCA. ELA HAVIA GOZADO MUITO E PERCEBI QUE A DANADINHA ESTAVA BASTANTE EXCITADA E POR ISSO CONTINUEI EM UM RITMO FORTE FOI QUANDO ELA GOZOU NOVAMENTE E GEMEU TODA SE CONTORCENDO E BALBUCIANDO COISINHAS LINDÉRRIMAS DE SE OUVIR, ACABOU TENDO UM ORGASMO MÚLTIPLO E APROVEITEI CADA SEGUNDO. O sabor era muito gostoso, mais naquele momento alguém se aproximava. Então voltamos para a barraca e fomos dormir. Ficamos por ali mais dois dias antes de voltarmos cada uma para suas casas  e eu na nossa pacata cidadezinha de Jucati, donde tem umas dondocas que só pensam em porra de homem, não sabe que é na mulher que está o FILET MIGNON. Daí em diante, viramos belas amigas e depois disso nos encontramos mais vezes, que vou adorar contar para vocês somente na quarta-feira de cinzas...
 
 

O carnaval na praia do Francês em Marechal Deodoro, ali pertinho de Maceió, Alagoas,  é uma delícia para quem gosta de rolas e roçadas. Ano passado aproveitei os blocos desfilando nas rua e beira-mar para conhecer muitos paus, de muitas formas e de muitos lugares. Sempre ia para a rua com um SHORT TIPO DE FUTEBOL, SEM CUECA POR BAIXO, ASSIM ERA MAIS FÁCIL ESFREGAR MEU PAU NAS BUNDAS DOS MACHOS. Desfilei em um bloco por nome de ESSE GAROTO É PAU FIRME É PAU FIRME, ELE ADORA UMA PRAIA...  e certa vez  chovia um pouco e meu short ficava colado no corpo, estava parado tomando uma cerveja quando VI UM  LINDO GAROTINHO. Não devia ter mais de 20, era alto, levemente forte, branco e com lindos olhos verdes. Ele rindo era uma delícia, MAS QUANDO O VI  DE COSTA, MINHA PICA LOGO TREMEU E SE AGIGANTOU. ELE TINHA UMA BUNDA LINDA, REDONDINHA E DO TAMANHO IDEAL. QUANDO VI AQUELE MONUMENTO, PENSEI NA MINHA ROLONA ENTRANDO E SAINDO DAQUELE FURIQUINHO NA MEDIDA, METENDO ATÉ JORRAR MEU LEITE DENSO NAQUELA BUNDORRA. Com o alvo escolhido, resolvi começar a minha caçada. Logo que o bloco saiu, eu dei um jeito de ficar atrás daquela delícia, que depois descobri que se chamada Lipi. Com a música rolando, eu comecei a encostar meu pau naquela bundinha gostosa. Passava de leve, como se estivesse somente dançando. Quando eu menos esperava, a mão do garoto agarrou meu pau, com uma força que pensei que ele estava roçando em um hétero. Mas não precisei de muito para saber que ele estava gostando, com as mãos para trás ele começou a acariciar meu pau ali mesmo, no meio da avenida. Ainda por cima do calção, MINHA PICA FOI CRESCENDO NA MÃO DO MEU PIERROT. Como o movimento era muito grande, ninguém estava ligando para aquela punhetinha que ele começava a bater em mim. Minha pica foi se avolumando quando ele colocou a mão dentro do short e encontrou meu pau durinho, pronto para comer aquele cuzinho que ele arrebitava para mim. Saímos do meio da multidão e fomos para areia, como já era noite não tinha muita gente na praia. Ficamos perto do mar e ele começou a me chupar gostoso. ENGOLIA E EU METIA COM FORÇA NAQUELA BOCA ROSADA. ELE CHUPAVA TUDO, ATÉ AS BOLAS. Mas antes de gozar naquela boca, eu pedi para ele virar. Fiquei atrás dele, de frente para o mar, abaixei a bermuda dele e enfie minha piroca, de uma vez. Aquele cu engoliu meu pau de maneira mágica. Era apertadinho e com  certeza que não era dado para qualquer um. Comi ele devagar, não queria abrir as pregas daquele cuzinho tão milindroso. Só sei que, entrava e saia, sentindo cada pedacinho daquele reguinho abençoado. Eu sentia ele abrindo e se fechando para mim. Enquanto comia o garoto, ele batia uma punheta. E que lapa pica o filho da mãe tinha!!! Era linda, dava para ver que tinha mais de 22 cm de um pau braquinho. Comecei a comer ele com força, enquanto ele socava uma punheta. Avisei que iria gozar, ele se abaixou para frente, e seu cu ficou inteirinho aberto para eu meter até as bolas. ESVAZIEI A MAMADEIRA NAQUELA DELÍCIA DE BUNDA. Ele disse que queria gozar em mim. Eu não podia negar fogo para aquele ninfeto. Me ajoelhei na sua frente e chupei aqueles 22 centímetros e uma cabeça que parecia mais uma roleta de jegue. Só sei que enfiava tudo na boca, lambia aquela saborosa cabeçona  e ficava a ouvir os seus gemidos ensurdecedores. Sentia seu corpo se contorcer quando passava minha língua pelas bolas. Ele agarrou meus cabelos e me fez engolir toda aquela pica, foi uma delícia. Gozou na minha cara, aquela porra quente escorrendo pelo meu pescoço e o peito cabeludo. SUBI E DEI UM BEIJO, ABRACEI COM MEUS BRAÇOS FORTES E DISSE BAIXINHO, NO PÉ DO OUVIDO, QUE ELE ERA MEU PRESENTE DE CARNAVAL. ELE DISSE QUE NUNCA TINHAM COMIDO SEU CU TÃO BEM, E ENTÃO ME CONTOU SEU NOME: PRAZER EU SOU O LIPI, A GENTE SE ENCONTRA POR AÍ. Ele seguiu pela areia de volta para o bloco, foi embora seguro que tinha cumprido seu papel de dar e receber prazer. Era o corpo de um garoto, MAS COM A POSTURA DE UM GRANDE HOMEM... Apesar de eu ser um matutinho do Sitio do Imbé, lá da Miracica, esse ano de 2013, já catei mais de 50 sacos de castanha de caju, já vendi, já butei a bufunfa no bolso, vou botar a barraca nas costas e vou me  mandar para  Marechal  Deodoro comer aquele BUNDUDO DO LIPI de novo e dá também, claro!!! Isso é a maravilha que o carnaval nos proporciona, ser gilete, dá e comer...
 

UMA BICHA RESOLVE IR BRINCAR CARNAVAL DE SALÃO FANTASIADA DE PASSARINHO. NO MEIO DA FESTA APARECE UM FOLIÃO FANTASIADO DE CAÇADOR. VENDO O PASSARINHO (BICHA), APONTAR-LHE A ESPINGARDA DE BRINQUEDO E SIMULA UM TIRO. A BICHA FINGE DE MORTA DEITADA NO SALÃO SEM SE MOVER. O "CAÇADOR", APÓS VARIAS VOLTAS NO SALÃO, VENDO QUE A BICHA NÃO SE LEVANTAVA, CHEGOU NA MESMA E DISSE: - LEVANTE AÍ SUA BICHA, O TIRO FOI DE MENTIRA, TUDO É CARNAVAL!... AO QUE A BICHA RESPONDEU:  - NÃO QUERO SABER, LEI DA SELVA É LEI DA SELVA, MATOU TEM QUE COMER!!!



Nenhum comentário: