ESCOLA PROFISSIONALIZANTE SANTA BÁRBARA: EM ARAPIRACA e ARACAJU VIROU FACULDADE"""

ESCOLA PROFISSIONALIZANTE SANTA BÁRBARA: EM  ARAPIRACA e ARACAJU VIROU FACULDADE"""

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

VENDE-SE PLANTAS


Altamir Pinheiro
Apesar do meu português ruim, a manchete deste artigo foi grafada, propositalmente, com erros de concordância. Ou melhor, a frase deve ser escrita como partícula apassivadora. Ou seja: VENDEM-SE PLANTAS. Na verdade, fiz todo esse arrodeio para chegar a I EXPOFLORES DE GARANHUNS, que teve sua abertura, ontem(11), pelo prefeito do município, no Parque Euclides Dourado. Pois bem!!! Na década de 70 e 80, em boa parte das ruas de Garanhuns, era corriqueiro, qualquer pessoa se defrontar ou se deparar com uma plaquinha dependurada em casinhas simples com os seguintes dizeres: “VENDE-SE PLANTAS”. Hoje, ganha um doce quem me apontar ou encontrar tal plaqueta nas casas periféricas de nossa cidade. Sumiu, tomou doril!!! Há cerca de 20 janeiros, mas precisamente no ano de 1994, esse escriba que vos fala ou escreve, teve um encontro com o  Secretário de Governo Alexandre Marinho, do então Prefeito Bartolomeu Quidute e deu um pitaco para que ele solicitasse do prefeito para que fosse implantado na Praça Guadalajara a feira de flores na cidade das flores, o que o secretário Alexandre achou uma ótima ideia, mas infelizmente a proposta não vingou e a “FEIRA DA FLOR” muchou... O prefeito da época vivia trancafiado na torre de marfim da neutralidade e abstenção naufragando no mar profundo de seus próprios vícios. Não é à toa que, ao cabo de quatro anos os números do seu governo transformaram-se na mesmice do nada, vezes nada ao cubo, multiplicado por zero à esquerda. Traduzindo: foi um desastre dos desastres.  Passaram-se 20 anos para que Garanhuns viesse a realizar o sonho de implantar uma feira das flores na cidade das flores com outra denominação sofisticada, porém válida, pelo nome pomposo de, I EXPOFLORES DE GARANHUNS. O atual gestor, que é um sujeito de visão larga e um prefeito sem rodeios, códigos ou subterfúgios, além de contestador intransigente da atrofia e da rotina butou a mão na massa e a cidade das flores ganhou o que tanto merecia: UMA EXPOSIÇÃO DE FLORES, explorada e vendida, único e exclusivamente por cultivadores e revendedores da própria terra donde o Nordeste garoa. Parabéns prefeito, pela brilhante iniciativa. A propósito, o prefeito Izaías Régis, sempre foi um empreendedor teimoso e obstinado; mas, acaso será isso um defeito?!?!?!

Um comentário:

Anônimo disse...

Altamir aguardo portagens sobre o petrolhõ e os safados petralhas vaos botar butando nesses safados do pute. Moraes garanhuns.