ESCOLA PROFISSIONALIZANTE SANTA BÁRBARA: EM ARAPIRACA e ARACAJU VIROU FACULDADE"""

ESCOLA PROFISSIONALIZANTE SANTA BÁRBARA: EM  ARAPIRACA e ARACAJU VIROU FACULDADE"""

quarta-feira, 14 de maio de 2008

RONALDO FENÔMENO NO AUGE DA CARREIRA
RONALDO “PAPA CU” DÁ UMA ENTREVISTA ESPECIAL AO SITE BANHEIRO FEMININO E UMA CANJA AO BLOG CHUMBO GROSSO-



NÃO FOI SÓ O FANTÁSTICO QUE CONSEGUIU UMA ENTREVISTA EXCLUSIVA. NÓS TAMBÉM TIVEMOS A OPORTUNIDADE DE OUVI-LO, ELE, RONALDO, O FENÔMENO. É, CAMBADA, O BANHEIRO E O CHUMBO NÃO SÃO FRACOS NÃO! E RONALDO DISSE QUE PRECISAVA CONTAR TUDO, SEM FAZER MÉDIA COM NINGUÉM. MAS QUERIA UMA COISA DISCRETA, NADA DE HOLOFOTES. PORTANTO, FIZEMOS NOSSA ENTREVISTA À MODA DE NELSON RODRIGUES: O ENTREVISTADOR, À MEIA-NOITE, NUM TERRENO BALDIO, SOB A LUZ DA LUA MINGUANTE, TENDO COMO ÚNICA TESTEMUNHA UMA CABRA VADIA. OU SERÁ UM BODE? SEI LÁ, ESTAVA MEIO ESCURO... BEM, CHEGA DE LENGA-LENGA, DE LERO-LERO, DE BIRO-BIRO. VAMOS AO QUE INTERESSA. AOS FATOS!
Entrevistador: E aí, grande Ronaldo! Tudo bem? Primeiramente, obrigado pela entrevista!
Ronaldo: Que isso, o prazer é todo meu. Tenho o Banheiro Feminino em alta conta. Para mim é um dos maiores sítios da Internet em todo mundo! É um pujante orgão de imprensa. E olha que eu sei reconhecer quando vejo um...
Entrevistador: Poxa, não fala assim...
Ronaldo: Claro que falo! Mas vamos deixar os falos de lado porque eles já me causaram muitos problemas.
Entrevistador: Ô, Fenômeno. Desculpe então. Mas vamos ao que interessa. O que realmente aconteceu naquela noite fatídica?
Ronaldo: Bem, saí do jogo, vitória do Mengão. Precisava comemorar.
Entrevistador:
Com travestis?
Ronaldo: Não. Não necessariamente. Queria fazer uma sacanagem legal, me divertir. Aí pensei: vou pegar umas garotas de programa.
Entrevistador: Umas?
Ronaldo: Claro! Com a grana que eu tenho, para que regular? Até porque, sacanagem da grossa precisa de mais de uma parceira, uns brinquedinhos, se possível um pastor alemão...
Entrevistador: Tá, entendi. Mas se você estava atrás de meretrizes, onde entram os travestis?
Ronaldo: Opa, peraí! Os travestis não entraram em lugar nenhum! Pelo menos não no meu caso!
Entrevistador: Desculpe. Quis dizer, como então você mudou de prostituta para boneca?
Ronaldo: Bem, parei lá no trottoir e só o que tinha eram aquelas três. Chamei a melhorzinha que, quando viu que era eu, chamou as outras duas. E ficaram as três querendo pegar no meu membro. Foi aí que eu saquei que eram travecos. Mas a ereção já havia se formado, era tarde demais.
Entrevistador: Então daí para frente você já sabia que não havia vulvas envolvidas.
Ronaldo: "Havia vulvas envolvidas"...Você fez poesia!? Ficou legal. Parece "Ivo viu a uva"...Posso anotar? Estou escrevendo uma carta de amor para a Maria Beatriz...
Entrevistador: Claro que pode. Mas voltando, você levou os três de caso pensado?
Ronaldo: Levei. Como eu te falei, já estava com uma baita ereção. Fui correndo para o motel mais próximo.
Entrevistador: Mas Ronaldo, os travestis nem eram bonitos. Você, um cara que já pegou as maiores beldades, como é que explica pegar essa(e)s baranga(o)s?
Ronaldo: Vou te confessar uma coisa: mulher bonita não resolve o assunto. O problema de ser mega-astro-super-pop-estrela é a obrigação de pegar só as mais gatas, as mais desejadas. É tudo uma grande ilusão.
Entrevistador: Desenvolve!
Ronaldo: A Raica: gatinha e tal. Mas muito magrela. Comer a Raica de quatro me doía a virilha, os ossos machucavam. Chegei a perder uns 3 jogos de tanta dor no púbis. Tinha dizer que era estiramento, mas era falta de bunda da Raica.
Entrevistador: Que coisa!
Ronaldo: Pois é. E a Daniela? Não gostava de felação. Imagine, aquele bocão e não queria chupar! Dizia que não gostava, que dava ânsia...pode uma coisa dessas? Tive que prometer casar.
Entrevistador: Por isso o casório no castelo?
Ronaldo: O castelo foi para ela ir até o fim, se é que você me entende...
Entrevistador: Entendo, entendo...
Ronaldo: Um dia eu encontrei com o Bill Clinton, que me deu a dica: o segredo era pegar as feinhas. Fui acostumado só a filé mignon. Descobri o sabor da alcatra, da maminha, do cupim, da carne de segunda depois de velho. Modelo é bom para desfilar.
Entrevistador: É verdade, principalmente as manequins. Você caiu de boca na picanha?
Ronaldo: De jeito nenhum!. Só quem corre o espeto aqui sou eu! Minha maior alegria nessa vinda para o Brasil foi poder me divertir igual a um sujeito normal. Meu sonho sempre foi poder parar o carro, negociar o preço com a garota e ir num motel bem fuleiro. Virar gente, sabe?
Entrevistador: Sei. Mas afinal, houve bate-bola?
Ronaldo: Olha, eu não ia comer não. Achei que o oral triplo ia ser o suficiente. Ia ficar só no treino tático, dar bolada no queixo, cabeçada no céu-da-boca. Mas aí a Andrea falou que era botafoguense. Eu tinha acabado de sair do Maraca, estava com a camisa do Flamengo. Ela ali, com aquele jeitão de zagueiro...Já viu, né? Apliquei um lençol e entrei com bola e tudo!
*Obs.: - entrevista feita por Tio Limpeza do Blog Banheiro Feminino;
**Obs.: - O título da entrevista foi elaborado pelo Blog Chumbo Grosso;;
***Obs.: - As fotografias são do arquivo do Blog Chumbo Grosso;
****Obs.: - foram feitas pequenas adaptações como a troca do nome de Tio Limpeza pelo de Entrevistador.

Nenhum comentário: