segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

O SEBOSO DE CAETÉS E A VACA TERRORISTA PREFEREM CHORAR FIDEL

Lula e Dilma agitam bandeiras de Cuba, ao lado do ditador Raúl Castro, para homenagear Fidel Castro, enquanto os brasileiros se emocionavam com os mortos da tragédia de Chapecó.(Foto: Ricardo Stuckert)




Não há nada mais ridículo do que ver esses corruptos, Dilma e Lula, com bandeirinhas de Cuba homenageando um bandido sanguinário como o Fidel Castro. Enquanto o povo brasileiro luta contra a cambada de corruptos do congresso que querem acabar com a Lava-jato, eles estão aplaudindo um bandido que executou dezenas de milhares de Cubanos. Tem de botar ambos na cadeia. Tem de pegar as cinzas do Fidel e enfiar no rabo da Dilma e do Lula. Aliás, as cinzas do assassino Fidel Castro,  tinham quer ser lançadas num latão de lixo ou então nas privadas do SEBOSO DE CAETÉS ou no cagador DA VACA TERRORISTA DA DILMA...

Claúdio Humberto

Os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff ignoraram completamente a tragédia que vitimou todo o time e comissão técnica do Chapecoense, na semana passada, assim como as cerimônias de chegada dos corpos e de sepultamento, porque preferiram estar presentes ao funeral do ex-ditador cubano Fidel Castro. Lula e Dilma foram a Santiago de Cuba para participar do evento que marcou a chegada das cinzas do ex-ditador no cemitério Santa Ifigênia. A urna de cedro coberta com uma bandeira cubana saiu de Havana quarta-feira (30) e percorreram quase mil quilômetros até chegar ao destino. O cemitério, considerado o "berço da revolução", ficou fechado, não sendo permitida a aproximação da população nem o registro de imagens até a chegada das autoridades e seus convidados. O trajeto das cinzas pela ilha incluiu os municípios de Matanzas, Cienfuegos e Sancti Spiritus, por exemplo, que foram visitados por Fidel e seu exército rebelde em janeiro de 1959, enquanto eles iam para Havana na famosa "Caravana da Liberdade", percurso feito pelo ex-presidente depois de ter ganho a guerra contra Fulgencio Batista. O cortejo da urna de Fidel refaz, após 57 anos, os passos dessa caravana. 



Um comentário:

  1. BLOG CHUMBO GROSSO5 de dezembro de 2016 19:48

    As manchetes não fazem parte do texto original.

    ResponderExcluir