sexta-feira, 19 de maio de 2017

LULA E DILMA BOTARAM NO PÉ DO CIPA MAIS DE R$ 500 MILHÕES EM DINHEIRO SUJO




SEGUNDO BATISTA, GUIDO TERIA PEDIDO DINHEIRO À JBS PARA COMPRAR 30 DEPUTADOS EM TROCA DE VOTOS FAVORÁVEIS A DILMA DURANTE O PROCESSO DE IMPEACHMENT

Weudson Ribeiro

A delação da JBS também compromete os petistas Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff: "Os saldos das contas vinculadas a eles eram formados pelos ajustes sucessivos de propina do esquema BNDES e do esquema-gêmeo, que funcionava no âmbito dos fundos Petros e Funcef", contou Joesley Batista à Procuradoria-Geral da República. De acordo com o empresário, O VALOR DAS CONTAS DOS EX-PRESIDENTES CHEGOU A BATER US$ 150 MILHÕES. 

Ficou a cargo de Guido Mantega o papel de intermediário dos pagamentos. Em 2010, Guido teria repassado R$ 30 milhões para a campanha de Rousseff. De acordo com Batista, o dinheiro era pago para garantir que burocratas do governo não servissem de obstáculo para os litígios do grupo frigorífico.

IMPEACHMENT

Segundo Batista, Guido teria pedido dinheiro à JBS PARA COMPRAR 30 DEPUTADOS EM TROCA DE VOTOS FAVORÁVEIS A ROUSSEFF DURANTE O PROCESSO DE IMPEACHMENT DO ANO PASSADO. Batista autorizou a compra de cinco deputados federais. Cada um teria recebido R$ 3 milhões para votar a favor da petista. O empresário disse aos procuradores que não se lembra dos nomes dos deputados corruptos. A ultima parcela do pagamento total de R$ 15 milhões foi pago em março deste ano. “Nos dias seguintes ao da votação do impeachment, Bacelar trouxe ao depoente [Batista] a dívida de 15 milhões de reais, de 5 deputados que haviam, em tese, votado contra o lmpeachment de Dilma; QUE dos 15 milhões, o depoente já pagou 3.5 milhões, sendo que os últimos 500 mil reais foram pagos na sua casa, em março de 17”, disse Batista no depoimento.

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário