ESCOLA PROFISSIONALIZANTE SANTA BÁRBARA: EM ARAPIRACA e ARACAJU VIROU FACULDADE"""

ESCOLA PROFISSIONALIZANTE SANTA BÁRBARA: EM  ARAPIRACA e ARACAJU VIROU FACULDADE"""

sexta-feira, 1 de junho de 2012

LULA TORNOU-SE NUM PURO RUFIÃO, OU NUM SEBOSO ESTUPRADOR DO NOSSO GUARDIÃO MAIOR DAS LEIS: O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL...


LULA ESTÁ VIRANDO UM PESO PARA DILMA: NEM PHODE NEM SAI DE CIMA...


Arthur Virgílio

O ex-presidente Lula, no desastroso episódio que protagonizou no escritório do ex-ministro Nelson Jobim, claramente TENTANDO CHANTAGEAR o ministro Gilmar Mendes, do STF, no intuito de ganhá-lo para a “TESE” do adiamento do julgamento do mensalão, cometeu vários delitos: TRÁFICO DE INFLUÊNCIA, COAÇÃO, CORRUPÇÃO ATIVA E OBSTRUÇÃO DE JUSTIÇA. Foi rechaçado por Mendes, que relatou à revista Veja o teor da constrangedora conversa e depois confirmou suas declarações a todos os veículos de comunicação que o procuraram. Despudoradamente, REFERIU-SE SEM O MENOR RESPEITO A DIVERSOS COLEGAS DE MENDES. Disse que iria “MANDAR” o ex-ministro Sepúlveda Pertence, homem altivo e decente a toda prova, “CONTROLAR” a ministra Carmen Lucia, que todos conhecemos por sua austeridade e pela mão pesada com que julga criminosos. Desdenhou do ministro Joaquim Barbosa, chamando-o de “COMPLEXADO”. Logo ele, que nomeou Barbosa para o STF. Logo ele, que deveria ter orgulho de ter indicado à análise do Senado um homem que não se verga a conveniências. Afirmou que procuraria o presidente da Corte, Ayres de Brito, através de amigo comum a ambos. A resposta do sergipano foi cortante: “O SUPREMO É VACINADO CONTRA QUAISQUER PRESSÕES”. Desrespeitou o jovem ministro José Antônio Dias Toffoli, que se porta com independência e enorme apego à técnica, tendo conquistado o respeito dos seus pares desde o primeiro julgamento de que participou. “TOFFOLI TERÁ DE PARTICIPAR DO JULGAMENTO (DO MENSALÃO)”, bradou um arrogante Lula diante de um CONTEMPORIZADOR Jobim e de um ESTUPEFATO Gilmar Mendes. Tratou o ministro Ricardo Lewandowiski como se dominasse sua vontade e pudesse manipulá-lo. Deve ter magoado o ilustre paulista profundamente. LULA SE IMAGINA DONO DO BRASIL E, PORTANTO, DO GOVERNO DILMA, DO CONGRESSO, DO JUDICIÁRIO. PENSA QUE OS MINISTROS, QUE INDICOU PARA OS TRIBUNAIS SUPERIORES, A ELE DEVEM PRESTAR VASSALAGEM. Não aceita que a recomendação partiu dele, mas a aprovação se deu pelo Senado, integrado por figuras de todas as latitudes ideológicas e partidárias. Não compreende que a maior homenagem que o nomeado pode fazer a ele, nomeador, é justamente manter-se independente e imune a pressões de quem quer que seja… mesmo que elas venham do nomeador. LULA ESTÁ FICANDO MENOR. ESTÁ VIRANDO UM PESO PARA DILMA E PARA A PARTE SENSATA – ELA EXISTE – DO PT. O ódio que lhe corrói a alma vai exterminando a sensibilidade política que sempre o conduziu na vida pública. Queria a CPI para perseguir Marconi Perillo? Pois agora ela não é mais somente a CPI do Cachoeira; é da Delta, do Cavendish, do Sergio Cabral, do PAC também. Queria a CPI para embaralhar o julgamento do mensalão? Pois agora é que ele vai sair mesmo. O STF julgará com base nos autos e tecnicamente. Mas julgará. A CORTE SE DÁ AO RESPEITO (As manchetes e as imagens não fazem partes do texto original).


Um comentário:

BR-247 disse...

Pivô da grande polêmica da semana, junto com o ex-presidente Lula, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, quer calar seus críticos na blogosfera e já anunciou que vai entrar com uma ação na Justiça para solicitar que empresas estatais deixem de 'patrocinar ataques às instituições'. Um de seus alvos contra os ''blogs sujos'' é o jornalista Paulo Henrique Amorim, crítico contumaz da conduta do ministro do STF. Gilmar Mendes revelou a intenção ao jornalista Jorge Bastos Moreno, do blog Rádio do Moreno.

Leia abaixo:

O ministro Gilmar Mendes acaba de informar à Rádio do Moreno que vai entrar com uma ação na Procuradoria Geral da República, solicitando o substrato das empresas estatais que usam o dinheiro público para o financiar blogs que atacam as instituições.

--- É inadmissível que esses blogueiros sujos recebam dinheiro público para atacar as instituições e seus representantes. Num caso específico de um desses, eu já ponderei ao ministro da Fazenda que a Caixa Econômica Federal, que subsidia o blog, não pode patrocinar ataques às instituições.

( Eu sei bem de quem o ministro está falando, mas, como me disse Jobim sobre essa confusão toda, 'eles que são branco é que se entendam' . Jobim, Heraldo, FH e eu vamos ficar na nossa. No caso, Heraldo, não é pra menos, quer distância desse blogueiro. Eu só não sabia que a Caixa Econômica patrocinava esse tipo de blog )

O ministro explicou que, nem de longe, sua decisão visa atingir a liberdade de expressão. Pelo contrário, é em defesa que se luta contra as pessoas que não se acostumaram a viver dentro de um regime democrático.

--- O direito de crítica, de opinião, deve ser respeitado. Mas o ataque às instituições é intolerável --- acrescentou o ministro Gilmar Mendes