ESCOLA PROFISSIONALIZANTE SANTA BÁRBARA: EM ARAPIRACA e ARACAJU VIROU FACULDADE"""

ESCOLA PROFISSIONALIZANTE SANTA BÁRBARA: EM  ARAPIRACA e ARACAJU VIROU FACULDADE"""

sexta-feira, 20 de março de 2020

GOVERNADOR PAULO CÂMERA LENTA "PISA NA BOLA" E MAIS UMA VEZ TRATA GARANHUNS COMO FILHO BASTARDO...

 
POLÍTICOS DE GARANHUNS ESTÃO PERDENDO A PACIÊNCIA COM O IMPRESTÁVEL E INÚTIL GOVERNADOR DE PERNAMBUCO

“A Prefeitura deve contribuir com o Governo Estadual nessa decisão estratégica no combate ao COVID-19. A UPA 24h (cujas obras estão praticamente concluídas) poderia ser usada para implantar os leitos de UTI e de retaguarda. O momento é de ação e união”, chamou a atenção Audálio Filho, que defende uma ação articulada entre Estado e o Município visando a ativação da UPA 24 Horas em caráter emergencial. 

Os vereadores garanhuenses Zaqueu Lins (PP) e Audálio Filho (MDB) encaminharam solicitação ao Governador Paulo Câmara (PSB) e ao Prefeito Izaías Régis (PTB), para que Garanhuns seja incluída na locação de leitos de retaguarda e de UTI, conforme anunciou o Governo do Estado na última quarta-feira, dia 18. Garanhuns conta com apenas 10 leitos de UTI e outros 7 de CTI no Hospital Regional Dom Moura, além de outros quinze leitos de UTI na Rede Particular Conveniada, porém nenhum deles voltados para o Coronavírus.


Os Parlamentares locais demonstraram preocupação com a exclusão de regiões importantes, como o Agreste Meridional e a Mata Sul, que têm Garanhuns e Palmares como cidades polo. “A possibilidade de remoção de possíveis pacientes do COVID-19 para Caruaru e Recife, não tranquiliza nossa população, que vê o Governo implantar leitos de UTI e de retaguarda em Araripina, Caruaru, Serra Talhada e Petrolina” pontua Zaqueu Lins.


Já vereador Audálio Filho lembrou que os 22 municípios do Agreste Meridional convergem para o Polo Médico garanhuense e chamou a atenção da Prefeitura para que apoie o Governo do Estado nesse trabalho de atendimento aos possíveis pacientes do COVID-19. 


“A Prefeitura deve contribuir com o Governo Estadual nessa decisão estratégica no combate ao COVID-19. A UPA 24h (cujas obras estão praticamente concluídas) poderia ser usada para implantar os leitos de UTI e de retaguarda. O momento é de ação e união”, chamou a atenção Audálio Filho, que defende uma ação articulada entre Estado e o Município visando a ativação da UPA 24 Horas em caráter emergencial. - Texto gentilmente roubado lá do Blog de Carlos Eugênio - A manchete não faz parte do artigo original. - 

Nenhum comentário: