terça-feira, 18 de abril de 2017

O JUIZ SÉRGIO MORO PASSOU UM PITU NO BOBINHO LULA...


LULA QUIS BANCAR O ESPERTO E SE DEU MAL


Claudio Humberto

O juiz federal Sérgio Moro reagiu à altura a uma manobra protelatória dos advogados de Lula, que apresentou pedido para ouvir 87 testemunhas de defesa. O magistrado deferiu o pedido, até para que o ex-presidente não alegue cerceamento de defesa, mas determinou que ele esteja fisicamente presente em todos os depoimentos. A decisão está publicada no sistema da Justiça Federal do Paraná. Em seu despacho, Moro afirma que “SERÁ EXIGIDA A PRESENÇA DO ACUSADO LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA NAS AUDIÊNCIAS NAS QUAIS SERÃO OUVIDAS AS TESTEMUNHAS ARROLADAS POR SUA PRÓPRIA DEFESA, A FIM PREVENIR A INSISTÊNCIA NA OITIVA DE TESTEMUNHAS IRRELEVANTES, IMPERTINENTES OU QUE PODERIAM SER SUBSTITUÍDAS, SEM PREJUÍZO, POR PROVAS EMPRESTADAS”. Além de Lula, essa ação tem outros sete réus, entre eles o ex-ministro Antônio Palocci, o ex-presidente da Odebrecht Marcelo Bahia Odebrecht, um dos advogados de Lula, Roberto Teixeira, e Glaucos da Costa marques, primo do pecuarista José Carlos Bumlai. Ação é oriunda da denúncia do Ministério Público Federal (MPF) que e envolve a compra de um terreno para a construção da nova sede do Instituto Lula e um imóvel vizinho ao apartamento do petista, em São Bernardo do Campo. Segundo os procuradores a ex-primeira-dama Marisa Letícia TENTOU DISSIMULAR a real propriedade do apartamento, forjando e assinado um contrato de locação com Glaucos da Costa marques. A compra do terreno não ocorreu.

 

 

 

 


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário